Pedro Guerra: "Falava, e falo, com antigos árbitros para me preparar para a TV"

Pedro Guerra, antigo diretor de conteúdos da BTV e um dos visados por Francisco J. Marques no caso dos e-mails, admitiu que mantinha conversas com ex-árbitros, nomeadamente Adão Mendes, também ele acusado pelo diretor de comunicação dos 'dragões', mas que o fazia apenas depois dos jogos.

"Falava, e falo, com alguns antigos árbitros para me preparar para este programa. Não me chega o que leio nos jornais. Falava com Adão Mendes, um antigo árbitro de Braga, mas era a seguir aos jogos. Como pode haver corrupção se falava com um ex-árbitro, reformado há 30 anos, a seguir aos jogos para ele me dar a opinião dele sobre as decisões do jogo?", questionou Pedro Guerra no programa Prolongamento, da TVI24.

"Nunca fui funcionário do Benfica, isso é fácil de provar, e à época em que me atribuem tal email, que volto a dizer não me lembro dele, falava com Adão Mendes ao telefone. À época era apenas comentador da CM TV, a minha principal atividade era assessoria parlamentar de um grupo político, não tinha qualquer ligação à BTV na altura dos e-mails. Não conheço nenhum dos oito árbitros que o diretor de comunicação do FC Porto elencou e não conseguiram identificar um único jogo dos 132 do tetra em que digam que o Benfica pagou para ter um resultado favorável. Sabem porquê? Porque é falso", acrescentou.

Pedro Guerra confirmou ainda as buscas realizadas pela Polícia Judiciária no âmbito do caso dos e-mails, que foram noticiadas na semana passada. "Fizeram-me uma busca a casa", disse o comentador.
Read More

REInaldo! E vão 5!!

Fantástico! Parabéns para o melhor jogador do Mundo de 2017, Cristiano Ronaldo! O português consegue o feito notável de conquistar a 5ª distinção do género! Ninguém tem mais!


Última década:
2017: CR7
2016: CR7
2015: Messi
2014: CR7
2013: CR7
2012: Messi
2011: Messi 
2010: Messi
2009: Messi
2008: CR7
E que dizer do melhor 11 do ano?! Que equipa!



Read More

FIFA estuda permissão para que jogadores atuem por mais de uma seleção

O vice-presidente da FIFA, Victor Montagliani, acenou pela primeira vez com uma flexibilização das regras de nacionalidade, que pode permitir jogadores a atuarem em mais de uma seleção profissional. Segundo a agência Reuters, o dirigente sinalizou que problemas internos de alguns países e os fluxos migratórios entre países abriram a entidade a considerar esta possibilidade.
Foi a federação de Cabo Verde motivou esta discussão após um pedido formal em favor desta alteração.

«Muitos problemas surgiram recentemente. O mundo está a mudar. A imigração está a mudar. Há problemas de nacionalidade em todo o mundo, na África, principalmente, mas também na Ásia e na Concacaf. Então, acho que é um bom momento de olhar para isso e ver se há soluções, sem comprometer a integridade do desporto» afirmou Montagliani, que também é presidente da Concacaf (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe).

Atualmente, a FIFA não permite que um jogador jogue por mais de uma seleção profissional. As exceções são abertas quando não se disputam jogos oficiais, como no caso de Diego Costa. O atacante do Atlético de Madrid foi convocado pelo Brasil para dois amigáveis em 2013 e, no ano seguinte, passou a jogar pela Espanha.

No entanto, a entidade permite, atualmente, uma troca de nacionalidade caso o atleta tenha disputado partidas apenas nas divisões de base. O primeiro caso de "transferência" entre seleções aconteceu em 2004, quando Antar Yahia, que tinha jogado nas divisões de base da França, passou a defender a seleção profissional da Argélia, disputando inclusive o Mundial de 2010. Desde então, essa possibilidade é aceite.

Nas regra da FIFA, jogadores sem ligação de sangue com um país só podem passar a representá-lo caso tenham vivido ou jogado no local por cinco anos. Porém, Montagliani afirmou que o comité da Federação considera alterar esse período.
Read More

Quim: o eterno GR

Apesar da derrota foi um dia cheio de emoções e recordes para Quim. Para além de se ter tornado o jogador mais velho a jogar na Liga Portuguesa (41 anos, 11 meses e 9 dias), mostrou que ainda está aí para as curvas e com as 9 defesas completas, que conseguiu frente ao ataque do campeão nacional, estabeleceu o recorde desta edição do Campeonato.

Muita classe e humildade deste senhor Guarda Redes


Read More

D. Aves 1-3 Benfica: consistência

O Benfica conseguiu uma importante vitória na Vila das Aves (1-3), jogo marcado pelos golos de Jonas, os dois de grande penalidade, e pelo regresso de Seferovic ao marcador.



Um jogo bem conseguido pelo campeão nacional, com melhorias claras, sempre por cima dos acontecimentos, mas ainda com algumas dificuldades em acelerar a partida de forma contínua. Indiscutível a justiça da vitória das águias e se não fosse o quarentão Quim, o SLB teria saído deste desafio com, pelo menos, uma mão cheia de golos.

Rui Vitória apostou num 4-4-2 mas com Filipe Augusto e Fejsa no meio campo, médios de contenção, algo que ainda não tinha feito nas outras temporadas em que dirigiu os encarnados. Parece uma solução interessante, poderá dar a segurança e a consistência que a equipa precisa para adquirir os níveis de confiança que perdeu nestes meses em que os resultados não foram os melhores. Permite também, num futuro próximo, e em campos mais complicados, lançar Pizzi na ala, posição que admito, é o lugar em que mais gosto de ver o internacional português. 

Nota final para um erro do árbitro da partida que não viu falta de Jonas no princípio da jogada que dá o 3º golo do SLB.

P.s - Por favor, depois de hoje, alguém compare os cantos e o perigo desses pontapés com Pizzi e com qualquer outro marcador. Pizzi, tem muita dificuldade em levantar a bola, metade dos seus cantos nem chegam com a altura pretendida à zona da pequena área e já há meses que é assim... 
Read More

D. Aves com ausências de peso para jogo com campeão

A equipa da casa, última na tabela da Liga NOS, chega a este encontro particularmente afetada a nível de ausências, face aos regulamentos da competição. Cristian Arango, Salvador Agra e Carlos Ponck, todos eles elementos importantes da equipa principal do Aves, estão indisponíveis para o encontro visto estarem emprestados pelo clube da Luz. Agra, 2 golos marcados, e Ponck são os dois atletas deste plantel com mais minutos esta temporada.

Lito Vidigal terá de trabalhar com a matéria-prima ao seu dispor e encontrar soluções, mas estas ausências fragilizam, à partida, a equipa da casa, em particular na frente de ataque.

Na equipa do Desportivo das Aves nota para o reencontro de Quim, campeão nacional pelo Benfica, com o seu antigo clube. Aos 41 anos, Quim recebeu a oportunidade de voltar a atuar no primeiro escalão do futebol português, continuando ao serviço da equipa que representa desde 2013.

Fonte: zerozero.pt
Read More

Svilar: as razões de Rui Vitória

Rui Vitória voltou a afirmar que vai apostar em Miles Svilar e que tem um grande potencial. Na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Desportivo das Aves, o treinador português deixou elogios ao jovem belga.

“O Svilar continuará amanhã. Neste momento é o guarda-rede nos dá o que queremos para este contexto de jogo. É um jogador com uma leitura de jogo boa e uma grande capacidade de reduzir espaços. O Svilar é um jovem que vai errar, mas vai crescer muito”.

O treinador do Benfica relembrou ainda outros momentos em que apostou em jovens deixando Nélson Semedo, Renato Sanches e Ederson como exemplos.

“O Nélson Semedo foi lançado num jogo contra o Sporting. O Ederso também. Se formos mais atrás, o Renato Sanches foi lançado frente à Académica, mas depois foi opção na Liga dos Campeões. Quando ponho um jogador em campo é porque já escolhi e pensei na opção”.
Read More

Sérgio Conceição insatisfeito com Casillas

É um estilo que já teve sucesso no FC Porto e poderá voltar a ter, em Maio saberemos... Sérgio Conceição gosta é disto, de guerras, de mostrar que manda, de vincar a sua posição. Depois de Maxi, é agora a vez de Casillas também ser quase riscado da sua lista. Não sei se não serão os dois jogadores que recebem mais dinheiro naquele plantel e que agora estão fora do baralho.

Não percebi também a referência a Svilar, o que é que uma coisa tem a ver com outra? O facto foi que ele meteu Casillas no banco por falta de rendimento e o substituto deu um frango. Que lhe interessa o que a imprensa diz sobre outro GR? Cometeu um erro e quer tentar passar pelos pingos da chuva.



Read More

Mão cheia...

... de nada! Futebol português em clara curva descendente de competitividade... Mas ninguém parece muito interessado... Vouchers, e-mails, ordenados de namoradas, etc é que estão na ordem do dia. Fernando Gomes está mais interessado na Seleção, na UEFA e na FIFA. Pedro Proença só quer poleiro, é daqueles que nunca vai fazer frente a ninguém, nem procurar levar a discussão para os temas difíceis. Os presidentes dos 3 grandes entraram pelo caminho da terra queimada, em que a grande ideologia é: "ou é nosso ou mais vale queimar".

A vitória no Europeu era uma grande oportunidade de lutarmos, todos juntos, por uma posição melhor na grande falha que nos tira competitividade, os direitos TV internacionais! Ninguém quis saber e agora, em queda livre no ranking UEFA, já ninguém vai querer.

Em 9 jogos na Liga dos Campeões 2017/18, os 3 grandes nacionais somaram 2 vitórias e 7 derrotas...

5 partidas, 5 derrotas na UEFA! Uma mão cheia! Não me lembro de semana como esta! 


Read More

PJ na Luz e em casa de Luís Filipe Vieira

A Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa confirma que está a decorrer uma investigação sobre o «caso do e-mails». Em comunicado, a procuradoria escreve que «foram emitidos mandados de busca domiciliária e não domiciliária», devido a uma investigação em curso pelos crimes de corrupção passiva e activa e que no «inquérito investiga-se a prática, por parte de um suspeito, dos referidos crimes, relacionados com os denominados e-mails do Benfica».

Esta quinta-feira vários inspetores da Polícia Judiciária estiveram a fazer buscas no Estádio da Luz e na casa de Luís Filipe Vieira.


Read More

O mais preocupante...

... é ver a mentalidade pequena e de satisfação com o mínimo que se está a instalar nas hostes benfiquistas! A cultura de exigência está a desaparecer e a malta já fica contente por não ser goleada na Champions. Na vida, podemos sempre encontrar situações positivas até nas maiores tragédias! Podemos dizer: "é verdade a casa está toda a arder mas a garagem e o meu carro não! Fantástico!"

O último remate que o Benfica fez à baliza na Champions League foi na 1ª jornada contra o CSKA.

São mais de 180 minutos sem alvejar o alvo adversário, que acaba por ser o único objectivo deste jogo.

O Manchester veio cá para o ponto, veio para poupar os jogadores pois tem uma Liga em que todos os desafios são um combate de boxe, fisicamente muito desgastantes, geriu o Benfica e saiu como queria. Qualquer jogo em que o Benfica não consiga rematar à baliza é um desastre. Podem inventar tudo o que quiserem, o ínfimo detalhe táctico, mas o objectivo do futebol não conseguem alterar! 

Claro que ontem quando escrevo que cheira a fim de ciclo no Benfica (AQUI) sei que a solução não é mudar o treinador pois a política do Presidente não vai mudar. Agora a minha insatisfação com o que se está a fazer e com o caminho que se seguiu não posso calar. E o que se está a passar na Champions é uma das maiores humilhações do SLB europeu. Temos de ser firmes quando o caminho que se escolheu não está a resultar, ou está a alcançar objectivos que não são os daquela organização.
Volto a escrever, só um burro acha que os bancos vão deixar cair uma instituição como um dos grandes! Nunca vai acontecer! O capital e a marca destes clubes têm um valor incalculável! Todas as temporadas se pode ganhar, se pode valorizar, se pode reinventar. Isso é raro no mundo dos negócios, pois nesse mundo, normalmente, quando se cometem erros de gestão a instituição acaba. No futebol, não.
Não é a prioridade do Benfica ter 50 milhões de lucros! Não é! É ganhar jogos!


Read More

Cheira a fim de ciclo no Benfica de Rui Vitória

Mesmo com mudanças e sangue novo a equipa não dá sinal de competitividade e voltou a perder um jogo, o terceiro, na fase de grupos da Liga dos Campeões 2017/18. Não faltará muito para se ter que pensar seriamente em mudar as pessoas. 

Impressionante a falta de competitividade física deste Benfica de Rui Vitória! Há atletas naquele plantel que não aguentam mais de 20 minutos de alto nível de futebol. É grave, é mesmo o sinal mais grave desta formação e desta equipa técnica.

Se é para lançar putos tem de lá estar um treinador, ou alguém, muito mais activo no banco. A corrigir, a ensinar... Svilar voltou para a 2ª parte com aquele posicionamento estranho nas bolas paradas. Fez 1, fez 2 e na 3ª levou mesmo o golo. Ora, o treinador tem de entrar em campo para impedir estas situações num rapaz que tem 18 anos.
Douglas fez o que fez, brincar com o fogo 3 ou 4 vezes, ...

Luisão de cabeça perdida e a entrar daquela maneira já com amarelo é péssimo sinal. Se a isso juntarmos a expulsão de André Almeida na Suíça ainda mais preocupado fico com o controlo e preparação psicológica que a equipa técnica está a conseguir passar aos atletas. Recordo que era essa a grande mais valia de Rui Vitória e seus homens.

Nota para um público amorfo e sem vontade de ali estar, nada habitual no Estádio da Luz.

Acreditem que não me dá gozo nenhum por em causa o Mister Rui Vitória mas são muitos anos disto, especialmente muitos anos no Vietname interno das últimas décadas, e há alturas que se sente que aquele homem já não consegue levar o barco a bom porto. São muitos os sinais que apontam para isso mas Domingo há mais uma oportunidade para reagir...

P.s - Aplauso à solidez deste Manchester United de José Mourinho. Estou curioso para ver no final da época quantos golos vão sofrer.
Read More

"É uma equipa de Mourinho, com certeza"

Calculista, sólido e pragmático! Eis o Manchester United de Mourinho. Perfil traçado pelo Tiago Pimentel do Público:

O Verão passado foi invulgarmente tranquilo para o Manchester United, que não sentiu necessidade de reforçar-se com mais do que três jogadores: Lukaku chegou para o ataque, Matic reforçou o meio-campo e Lindelöf alargou o leque de opções na defesa. Deste trio, só o sueco ex-Benfica não tem feito regularmente parte das escolhas de José Mourinho nos jogos da Liga inglesa, mas até é provável que jogue logo à noite na Luz, porque alinhou nos dois encontros anteriores na Liga dos Campeões.


Há uma razão para Lindelöf não ter conseguido impor-se no Manchester United: ao nível da fiabilidade defensiva, característica indissociável de qualquer equipa treinada por José Mourinho, os “red devils” têm sido exemplares. Com apenas dois golos sofridos em oito jornadas, são a defesa menos batida da Premier League. E, na Liga dos Campeões, concederam um em dois jogos. A solidez do sector tem sido garantida por jogadores que, na sua esmagadora maioria, já estavam no clube quando o técnico português chegou.

David de Gea continua a mostrar porque muitos o consideram um dos melhores guarda-redes do mundo – no fim-de-semana, em Anfield, evitou um golo do Liverpool com uma defesa espantosa. À sua frente teve um quarteto composto por Valencia, Jones, Smalling e Darmian, que juntos somam 27 temporadas ao serviço dos “red devils”: o primeiro vai na nona, o último na terceira. Não mudaram os protagonistas, mas o desempenho é incomparavelmente melhor. No ano passado, também com oito jogos no campeonato e dois na Liga Europa, o Manchester United tinha sofrido nove golos.

O trabalho defensivo de Matic, indiscutível para Mourinho desde que chegou a Old Trafford, explica parte da melhoria. O resto cabe ao pragmatismo táctico do técnico português: “Uma coisa é um jogo cativante para os adeptos, outra é um jogo cativante para quem lê o futebol de forma diferente. A segunda parte foi como um jogo de xadrez mas o meu adversário não me abriu a porta para ganhar. Viemos para conquistar os três pontos mas na segunda parte sentimos dificuldades devido à dinâmica que o jogo apresentava”, resumiu após o 0-0 no terreno do Liverpool.

Sem baixas relevantes no sector defensivo (o argentino ex-Sporting Rojo, a recuperar de lesão grave, até integrou a convocatória, pela primeira vez em seis meses) Mourinho não pode esta noite, na Luz, contar com elementos importantes como Ibrahimovic, Fellani, Carrick e Pogba, todos com problemas físicos.

O ataque será confiado ao reforço Romelu Lukaku, que leva sete golos marcados na Premier League e três na Champions, mas continua a debater-se com a fama de ser “brando” frente aos adversários mais fortes. Segundo o diário britânico The Guardian, nas quatro épocas que passou no Everton, o belga só fez golos em 11 dos 49 jogos disputados frente às seis equipas mais fortes do campeonato inglês. “Por vezes é difícil defrontar as equipas de topo se não jogas para ganhar e não crias oportunidades. É muito difícil. Agora estou num clube que quer ganhar às maiores equipas, que quer ganhar todos os jogos, e acredito que a situação vai mudar”, justificou-se.

Após um jogo pouco conseguido – frente ao Liverpool, Lukaku esteve demasiado isolado do resto da equipa e tocou menos vezes na bola do que o guarda-redes adversário (22 contra 27) – o internacional belga quer reencontrar-se com os golos e centra as atenções na Luz: “Tento sempre manter-me humilde, olhar para o que posso melhorar. Quero estar pronto para quarta-feira [hoje]”, dizia após o jogo em Anfield. Fraco com os fortes e forte com os fracos. E o Benfica, em que categoria estará aos olhos de Lukaku?
Read More

Sérgio Conceição: "Pouco me importa o ruído com Casillas"

Confirmado o caso Casillas pelo próprio treinador do FC Porto. Pensei que, como a coisa correu mal, ainda ia dizer que o espanhol estava a sentir um ligeiro síndrome gripal... Mas não. Ele, S. Conceição, é que sabe, aliás já sabe que vai ser campeão e tudo, portanto quem poderá colocar em causa a sua sabedoria. Não será com certeza o GR com mais jogos na Champions de sempre...

As palavras do técnico dos dragões:
"Eu sou treinador, tenho de decidir. Pouco me importa o ruído que causa”, disse Sérgio Conceição sobre a sua escolha à Sport TV.

Uma explicação simples e directa do técnico para o facto de ter surpreendido com a titularidade de José Sá.

“Achei que a melhor equipa foram os onze que começaram. Hoje foi assim vamos ver na próxima”, disse.
Read More

O Frango: Sérgio Conceição cozinhou, José Sá serviu!

Estou mortinho para ouvir as teorias da comunicação social afecta ao FC Porto! Mas a sério? O que passou na cabeça do treinador do FC Porto? Jogo decisivo em que podia carimbar praticamente o apuramento, tem o GR mais experiente do mundo no plantel, mas não, vai estrear um jovem na maior competição de clubes do Planeta!

Imagino como deve ter ficado contente Iker Casillas! Agora, além da derrota, SC ainda ficou com um problema na baliza.
Logo na primeira bola José Sá largou e o Leipzig inaugurou o marcador e depois a dupla de centrais  dos dragões não conseguiu sossegar mais e foi falha atrás de falha. Foram 3, podiam ter sido 4 ou 5. Valeu ao FC Porto a sorte de nas duas bolas paradas que teve na 1ª parte marcou golo, sem fazer nada que justificasse a vantagem mínima ao intervalo. Na 2ª parte a equipa portuguesa pareceu estranhamente amorfa e quase satisfeita com o resultado (?!?!) e a formação alemã aproveitou para carimbar a primeira vitória de sempre na Champions.

Surpreendido com esta displicência toda no FC Porto. Não é normal... 


Read More

Mundial 2018: sorteio play-off

O sorteio desta manhã ditou os seguintes jogos, entre os dias 9 a 14 de Novembro:

Suécia - Itália
Irlanda do Norte - Suíça 
Dinamarca - Rep. Irlanda
Croácia - Grécia


Lembro que nas outras zonas continentais os jogos de play-off são:

Peru - Nova Zelândia
Honduras - Austrália
Read More

Champions: acredita, Benfica!

O Benfica está numa situação complicada na Liga dos Campeões, e corre o risco de ficar de fora das competições europeias depois de duas derrotas consecutivas na fase de grupos da prova 'milionária'. A equipa comandada por Rui Vitória não somou qualquer ponto ao fim de duas jornadas e na antevisão do duplo confronto com o Manchester United só resta uma solução, pouco provável, para os 'encarnados': vencer os 'red devils' de José Mourinho.

Na história recente da Liga dos Campeões há poucas equipas que conseguiram seguir em frente para os 'oitavos' da 'Champions' depois de duas derrotas consecutivas. No entanto, há uma dezena de exemplos que provam que ainda é possível aos tetracampeões nacionais qualificar-se para a fase seguinte da prova.

1999/2000
O Dínamo Kiev apurou-se para os oitavos de final da Liga dos Campeões na época 1999/2000 depois de perder os dois primeiros jogos da fase de grupos. A formação ucraniana começou a prova com uma derrota caseira diante do Maribor por 1-0 seguindo-se depois uma visita a Roma onde perderia com a Lazio por 2-1. No entanto, o Dínamo Kiev acabaria por conseguir seguir em frente na prova com um total de 7 pontos mesmo empatando diante do Bayer Leverkusen a 1-1. O conjunto ucraniano conseguiu ficar à frente dos alemães devido à diferença de golos.

2002/2003
Na época 2002/2003, o Newcastle somava três derrotas consecutivas no arranque da fase de grupos da Liga dos Campeões e conseguiria seguir em frente na prova com um total de nove pontos depois de três vitórias consecutivas frente a Juventus, Dínamo Kiev e Feyenoord.

Nessa mesma temporada, o Bayer Leverkusen começava a fase de grupos com duas derrotas consecutivas diante de Olympiacos e Manchester United e tudo indicava que o apuramento seria muito complicado para os 'farmacêuticos', nomeadamente após a goleada sofrida em Atenas por 6-2. No entanto, a formação alemã conseguiu inverter os maus resultados e com três triunfos consecutivos assegurou a passagem aos oitavos de final da prova em segundo lugar atrás somente do Manchester United.

2005/2006
Na temporada 2005/2006, o Werder Bremen começava a fase de grupos da Liga dos Campeões com duas derrotas e um empate. Com apenas três jogos para garantir o apuramento, a formação alemã somava apenas um ponto e ocupava a última posição do grupo. No entanto, um triunfo por 4-3 sobre a Udinese relançou o Werder Bremen na corrida ao apuramento, e nem a derrota em Barcelona por 3-1 afastou o conjunto alemão da qualificação, uma vez que na derradeira jornada o Werder Bremen carimbava a passagem aos oitavos com uma goleada por 5-1 sobre o Panathinaikos.

2006/2007
Em 2006/2007, o Inter de Milão começava a fase de grupos da Liga dos Campeões com duas derrotas consecutivas no Grupo B depois de perder em Alvalade com o Sporting por 1-0, e com o Bayern Munique, em Itália, por 2-0. O conjunto de Roberto Mancini era à partida um dos favoritos, mas à entrada para a terceira jornada ocupava o último lugar do Grupo atrás de Spartak Moscovo e Sporting. No entanto, os italianos acabariam por conseguir o apuramento com três vitórias consecutivas pela margem mínima e um empate a 1-1 na derradeira jornada em casa do Bayern Munique.

2007/2008
Na temporada 2007/2008, o Lyon entrava para a fase de grupos da Liga dos Campeões com duas pesadas derrotas consecutivas por 3-0 diante de Barcelona e Glasgow Rangers. No entanto, duas vitórias consecutivas diante do Estugarda relançaram os franceses na corrida ao apuramento, e nem o empate a 2-2 com o Barcelona impediu a passagem do Lyon aos oitavos de final com um triunfo categórico por 3-0 no reduto do Glasgow Rangers.

2008/2009
Já na época 2008/2009, o Panathinaikos entrou na fase de grupos da Liga dos campeões com duas derrotas consecutivas e um empate, mas terminaria no primeiro lugar do Grupo B depois de uma recuperação categórica com três vitórias consecutivas sobre Werder Bremen, Inter Milão e Anorthosis.

2010/2011
Outro exemplo de uma equipa que garantiu a passagem aos oitavos de final da Liga dos Campeões depois de duas derrotas consecutivas na fase de grupo é o Marselha na temporada 2010/2011. A formação francesa começou a fase de grupos com uma derrota caseira por 1-0 diante do Spartak Moscovo, seguindo-se outra derrota em Londres diante do Chelsea de Carlo Ancelotti. No entanto, umas série de quatro vitórias consecutivas permitiu ao Marselha assegurar o apuramento para a fase seguinte com 12 golos marcados e zero sofridos.

2012/2013
Na temporada 2012/2013, o Galatasaray iniciava a fase de grupos da Liga dos Campeões com duas derrotas consecutivas e um empate caseiro diante do Cluj. A equipa turca tinha poucas hipóteses de apuramento para a fase seguinte, mas uma série de três vitórias consecutivas permitiu ao Galatasaray terminar a fase de grupos em segundo lugar atrás de Manchester United e à frente de Cluj e SC Braga.

2015/2016
O último exemplo de uma equipa a garantir o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões depois de duas derrotas consecutivas na fase de grupos foi o Arsenal da época 2015/2016. A formação londrina começou com uma derrota na Croácia diante do Dínamo Zagreb por 2-1, seguindo-se uma derrota caseira por 3-2 diante do Olympiacos. No entanto, um triunfo em casa do Bayern Munique por 2-0 relançou os 'gunners' na corrida aos oitavos de final, e nem uma goleada sofrida em Munique à quarta jornada impediu a qualificação do Arsenal, que nos últimos dois jogos somou dois triunfos.

Fonte: sapo.pt
Read More

Pantera

Em semana de jogo grande com o United lembrar a nossa Pantera Negra e a relação especial que tinha com o gigante inglês.

Esta é no antigo Estádio da Luz, com Cantona, num jogo de homenagem ao próprio Eusébio no dia 1/12/1992.




Read More

O regresso do homem que aceitou 1500 contos para treinar o SLB

Mais de 17 anos depois do início da carreira, o técnico defronta pela primeira vez a nível oficial em provas europeias o clube onde tudo começou

Desde que saiu de Portugal, em 2004, para assumir o comando do Chelsea, José Mourinho já teve a oportunidade de defrontar o FC Porto e também o Sporting na Liga dos Campeões. O Benfica foi apenas seu adversário numa edição da Eusébio Cup, em 2008, numa altura em que treinava o Inter de Milão.

O destino tem adiado o seu reencontro ao mais alto nível com o clube que lhe deu a primeira oportunidade como treinador principal, depois de um longo tirocínio junto de Bobby Robson e Louis van Gaal. Nesta quarta-feira, Mourinho regressa à Luz como treinador do Manchester United. Uma Luz diferente daquela que conheceu, pois o estádio é novo, os dirigentes não são os mesmos e os jogadores têm indubitavelmente mais qualidade do que aqueles que teve à disposição nos 11 encontros em que orientou o Benfica.

Mas vamos recuar 17 anos. Estávamos em setembro de 2000 quando a relação entre o Benfica de João Vale e Azevedo e o alemão Jupp Heynckes estava no limite do insustentável. Uma vitória sofrida diante do Estrela da Amadora precipitou o divórcio e a questão punha-se: quem é o homem mais indicado para assumir o comando técnico de um clube que não sabia o que era ganhar um título desde 1994?

"Quando foi decidida a mudança do treinador havia diversas hipóteses. O José Manuel Capristano, vice-presidente do futebol, defendia com unhas e dentes o Toni. O presidente João Vale e Azevedo queria um treinador novo, diferente", relembra ao DN Eládio Paramés, à época responsável pela comunicação do Benfica e já então amigo de José Mourinho pela relação que cultivaram quando Paramés foi jornalista.

Duas figuras centrais

"A verdade é só uma: Toni era o nome pensado para suceder a Jupp Heynckes, mas houve alguém, e esse alguém tem nome e chama-se Eládio Paramés, a dar as credenciais de José Mourinho e a influenciar o presidente do Benfica, que foi convencido pelo Eládio e pelo Álvaro Braga Júnior (secretário-geral da SAD encarnada nessa altura). E em boa hora isso aconteceu, para o Benfica e para o José Mourinho, que teve ali a sua rampa de lançamento", salienta José Manuel Capristano, sem esconder que a sua preferência era outra: "Lutei para que fosse o Toni e ele sabe disso, mas em boa hora foi José Mourinho o treinador. Era vinho de outra cepa. Houve muita resistência, mas quem decidia era o presidente e ainda bem que assim foi", reconhece o antigo dirigente.

Eládio faz ainda uma adenda a esses dois nomes. "O Michel Preud"Homme, que era então uma espécie de diretor desportivo, estava doido para trazer um belga amigo dele. Mas eu falei com o Álvaro Braga e disse para ele falar com o Zé, porque para mim era top, inteligentíssimo. O Álvaro Braga falou com o Vale, que acolheu com muito agrado a ideia. Aliás, o Vale já o tinha convidado para adjunto de Jupp Heynckes, mas o Van Gaal aconselhou o Zé a recusar com uma frase que diz tudo: "Vais deixar o Barcelona para seres adjunto do Benfica? Deves estar maluco, se for para principal até eu te vou lá levar." E o ponto da situação era este. O Michel queria mexer os cordéis para meter um belga, o Capristano queria o Toni e o Vale dizia que não queria o Toni. Mas eu gostava de revelar duas figuras centrais muito pouco faladas: o irmão de João Vale e Azevedo e o Dantas da Cunha, o irmão daquele que meteu processos ao Vale e Azevedo, um indivíduo com muito dinheiro e que pressionou também o Vale para escolher o José Mourinho", conta Eládio.

O encontro em Telheiras

Tendo em conta o impasse, foi uma iniciativa do atual presidente da SAD do Boavista a desbloquear as coisas. "O Álvaro Braga, que não era defensor do Toni, perguntou-me se eu podia combinar um encontro com o Zé, que estava em Setúbal depois de ter decidido deixar o Barcelona no início dessa temporada para começar uma carreira como técnico principal. Liguei-lhe e disse-lhe: "À noite metes-te no carrinho para nos reunirmos com o Álvaro Braga e com o Michel." E ele dizia que não, que não ia ser adjunto do Toni, porque era essa a notícia que se estava a difundir. E eu para o convencer a reunir tive de abrir um pouco o jogo e garanti-lhe que o Toni não ia ser o treinador. Então encontrámo-nos num apartamento em Telheiras, do Álvaro Braga, e mesmo assim o Zé liga-me, quando vinha na ponte, a ameaçar voltar para trás porque tinha ouvido na rádio que o Toni seria o treinador do Benfica. Mas lá veio e o encontro deu-se. Bem... o Zé começou a falar e o Michel abria a boca, o Álvaro abanava a cabeça e dizia constantemente "pois é, pois é". Depois de uma hora a partir pedra, o Álvaro ligou ao Vale, que pediu para irmos ter com ele que iria resolver o assunto", explica Eládio Paramés.

A Avenida da Liberdade seria assim a testemunha do primeiro contrato profissional de José Mourinho como treinador principal. "Houve logo uma empatia imediata entre o Vale o Zé. Xis por mês, e o Zé disse ok. Espero não estar enganado, mas era qualquer coisa como 1500 contos (7500 euros), menos do que recebia no Barcelona como adjunto. Nada que ver com aquilo que o Benfica tinha pago quer ao Souness quer ao Heynckes. Mas ele nem discutiu, queria era trabalhar e estava-se nas tintas para o ordenado. Logo aí fez uma lista do que queria. E de repente colocou-se a questão de quem seria o adjunto e eu atirei para o ar o Mozer. O Vale lembrou-se de que tinha feito campanha contra ele mas ligou-lhe", recorda o ex-diretor de comunicação.

"Foi uma pessoa que nos impressionou logo após os primeiros dias", admite José Manuel Capristano, que não vê o presidente da altura como a pessoa a quem Mourinho deve a carreira de exceção que tem feito: "Deve, sobretudo, a Eládio Paramés e, claro, também a João Vale e Azevedo, porque ele é que decidiu. O presidente disse-me que eu ia dar-lhe razão. E ele estava certo."

Após as tumultuosas eleições entre Vale e Azevedo e Manuel Vilarinho, este último foi eleito pelos sócios. Mas a coabitação entre o novo presidente e o treinador foi curta e o divórcio deu-se após a goleada ao então campeão Sporting na Luz, por 3-0. "Consta que o José sai porque pediu mais dinheiro ao Vilarinho e isso não é verdade. O contrato do José era até ao fim do mandato do Vale, mas houve as eleições e o que ele disse ao Vilarinho é que não ia estar a semear para depois outro colher. Por isso pediu ao Vilarinho para lhe prolongar o contrato em mais um ano. Não era uma questão de dinheiro. Mas o Vilarinho não podia aceitar porque tinha o compromisso com o Toni. Quando há a manifestação à porta do estádio, o José disse ao Vilarinho que ia com ele ter com os adeptos desde que ele dissesse a quem estivesse lá fora que ele ia prolongar o contrato mais um ano", revela Paramés.

E denuncia dois episódios, já no consulado Vilarinho, para tentar provocar o treinador: "Fizeram coisas inacreditáveis. Numa delas, mudaram o hotel de estágio e ele só se apercebeu quando estava no autocarro. Depois, numa deslocação a Braga, no Bom Jesus, queriam dividir os jogadores por dois hotéis para os dirigentes ficarem mais bem instalados e aí o José disse que ou iam todos para o mesmo hotel ou dormiam no autocarro. Em Campo Maior, um funcionário do Benfica lamentava-se da vitória do próprio Benfica junto de pessoas do Campomaiorense. Assim não podiam mandar "o gajo embora"."

Pontapés na porta

Um ano mais tarde, sensivelmente, o Benfica tentou fazer regressar José Mourinho (então no U. Leiria) à Luz, já com a intervenção de Luís Filipe Vieira na qualidade de gestor do futebol. Mas as duas reuniões deram em nada. Na primeira o Benfica não queria Mozer como adjunto, porque tinha sido apoiante de Vale e Azevedo. Depois de os responsáveis encarnados terem acedido à pretensão de Mourinho, colocaram uma condição. "O José tinha de dizer publicamente que não aceitava o Jesualdo [Ferreira]. Ele recusou e disse que tinha de ser o Benfica a resolver isso porque o Jesualdo nunca lhe tinha feito nada de mal", explica Eládio Paramés.

É aí que entra em cena Pinto da Costa, com um convite para se reunirem. "Ele tinha na sua posse um papel a conferir-lhe todos os poderes do futebol e o espaço em branco era para o valor dos seus honorários. Ficava apenas a faltar o entendimento com o U. Leiria e o acordo previa que ele entrasse apenas na época seguinte, a menos que o Octávio [Machado] entretanto saísse, como acabou por acontecer. Depois disso houve pessoas a irem a Setúbal atrás dele e a dar pontapés na porta de casa."

A finalizar, Eládio não se desfaz sobre o falado benfiquismo de Mourinho - "não sei, e mesmo que soubesse não o diria" -, mas desfaz a esperança de quem pensa um dia vê-lo regressar outra vez à Luz para acabar o que começou em 2000: "Tenho muitas dúvidas que ele volte a treinar em Portugal a não ser a seleção."

Mas na próxima quarta-feira Mourinho está de volta à casa de partida, 25 títulos depois daquele encontro em Telheiras.

Fonte: dn.pt
Read More

IBM

Temas

2011 2011/12 2012 2012/13 2013 2013/14 2014/15 2015/16 2016/17 2017/18 2ª Divisão A Bola A Magia do Futebol AC Milan Academia Seixal Académica Adeptos Agenda Aguero Aimar Ajax Alemanha Alex Ferguson Alex Sandro Amigável análise tática Andebol Anderson Talisca André Gomes André Silva Andrea Pirlo Angola Aniversário Antevisão António Salvador Anzhi Apagão Apito Dourado arbitragem árbitro Argentina Arouca Arsenal Artur Artur Soares Dias AS Roma Atlético Madrid Atletismo auto-golo Balotelli Barcelona Basquetebol Bayer Leverkusen Bayern Munique Beckenbauer Beira-Mar Belenenses Benfica Benfica B Benfica Campeão Benfica TV Bernardo Sassetti bilhetes Blatter Blogs Blogs Benfica Blogs Futebol Boavista Boca Juniores Bola de Ouro Bolt Borussia Dortmund Bota de Ouro Boxing Day Braga Brasil Brasileirão Bruno Alves Bruno César Bruno de Carvalho Bruno Paixão Buffon Bundesliga C. Ronaldo Calendário Campeão Campeonato Alemão Campeonato Argentino Campeonato Brasileiro Campeonato da Europa Campeonato da Europa 2016 Campeonato do Mundo Campeonato do Mundo de Clubes Campeonato Escocês Campeonato Espanhol Campeonato Holandês Campeonato Italiano Campeonato Maicon Campeonato Nacional campeonatos europeus CAN Canoagem Capdevilla Cardinal Cardozo Carlo Ancelotti Carlos Martins Casagrande Casillas Caso e-mails Caso vouchers Cavani Cech Celtic Glasgow Chalana Champions Chelsea Chicotada Ciclismo clássico Coluna Conselho de Arbitragem Conselho de Disciplina contas título contrato Copa do Mundo 2014 Copa dos Libertadores Corinthians corrupção Cosme Damião CR7 Cristiano Ronaldo crónica futebol D. Kiev David Beckham David Luiz De Gea Defeso Del Piero derby Derby della Madonnina Desportivo das Aves Desportivo de Chaves Desporto Di Maria Di Matteo Diego Costa Direitos TV Djuricic Domingos Doping Doyen Sports Drogba Éder Ederson El Pibe Eleições Eliseu Emerson Enke Enzo Pérez Equipa Equipas B Eredivisie escândalo Escutas Espanha Estádio da Luz Estádio de Alvalade Estádio do Jamor Estádio Dragão Estatísticas Estoril Estrelas do Futebol Euro 2004 Euro 2012 Euro 2016 Eusébio Eusébio Cup Everton FA Cup Fábio Coentrão Fair Play Fair Play financeiro Falcao FC Porto FCP Federação Portuguesa Futebol Fédération Internationale de Football Association Fehér Fernando Gomes Fernando Pimenta e Emanuel Silva Fernando Santos Fernando Torres FIFA Final Final Euro 2016 Final Liga dos Campeões Final Liga Europa 2012/13 Final Liga Europa 2013/14 finanças Fintas Flamengo Fluminense Football Leaks FPF França França 2016 Funny Football Fura-Redes Futebol Internacional Futebol Mundial Futebol Nacional Gaitán Galatasaray Garay Gareth Bale Gianni Infantino Giggs Gil Vicente Glorioso SLB Golden Boy Golo de Bicicleta Golo de Calcanhar Golo de Livre golo do ano Golo do Dia Golo Fantasma Gonçalo Guedes Grimaldo Guarda-Redes Guardiola Gyan Hat-Trick História Holanda Hóquei em Patins Hulk Ibrahimovic IFFHS Inferno da Luz Inglaterra Iniesta Inter International Board Itália Jackson Martínez James Rodríguez Jardel Jardel (33) Javi Garcia Jimmy Hagan JJ JO Joaquim Oliveira jogadores Benfica Jogos Olímpicos Johan Cruyff John Terry Jonas Jorge Jesus Jorge Mendes Jorge Sousa Jornal Jornal Record José Gomes José Mourinho José Pratas jovem promessa Júlio César juniores Jupp Heynckes Juventus Kaká Kardec Kelvin Klose Kompany La Liga Lampard Lazio Lázio Lebron James Leicester Leis do Futebol Léo Leonardo Jardim lesões Lewandowski LFV liga Liga BBVA Liga da Verdade Liga das Nações Liga dos Campeões Liga Europa Liga Inglesa Liga Nos 2014/15 Liga Nos 2015/16 Liga Nos 2016/17 Liga Nos 2017/18 Liga Orangina Liga Portuguesa Liga Portuguesa Futebol Profissional Liga Zon Sagres Liga Zon Sagres 2012/13 Liga Zon Sagres 2013/14 Ligue 1 Lima Lindelof Lionel Messi Lisandro López Liverpool Ljubomir Fejsa Londres 2012 Lopetegui LPFP Luís Figo Luís Filipe Vieira Luisão Maicon Man. City Man. United Manchester City Manchester United Mantorras Manuel Fernandes Maracanã Maradona Mário Wilson Marítimo Markovic Matic Maxi Maxi Pereira Medalheiro Melgarejo melhor marcador melhores golos 2013 melhores golos 2014 melhores golos 2015 melhores golos 2016 Mercado Mesquita Alves Messi Mexes México Miccoli Michael Jordan Mitroglou Modalidades Moreirense Mourinho Moutinho Mundial 2014 Mundial 2018 Mundial Clubes Museu Cosme Damião Nacional Nani Nápoles NBA Nélson Oliveira Newcastle Neymar Nike nº 10 No Name Boys Nolito novo contrato Nuno Espírito Santo Nuno Gomes O. Lyon Oblak Ola John Olegário Benquerença Olhanense Olheiro Olivedesportos Os três grandes Ozil Paços de Ferreira Pantera Negra Paolo Maldini Parceiros Paulo Bento Paulo Fonseca Pedro Proença Penafiel penalty Pepe Petardos Petit Phelps Ping Pong Pinto da Costa Pizzi PJ Platini Polvo Portugal Portugal Campeão 2016 Postiga pré-época Premier League Prémio Puskas PSG PSV Ramires Raúl González Raúl Meireles Real Madrid Recordes Red Pass Reforços Regulamentos 72 horas Rei Eusébio relatório contas Renato Sanches Ribery Rio Ave Riquelme River Plate Robben Roberto Carlos Rodrigo Rodrigo Mora Rojo Ronaldinho Ronaldinho Gaúcho Ronaldo Ronaldo vs Messi Rooney Rúben Amorim Rui Costa Rui Vitória Rússia SAD Salvio Samaris Saviola SCB Scholes Scolari SCP Seferovic Selecção Sérgio Conceição Sergio Ramos Serie A Sevilha Shevchenko Simão Sabrosa Sistema SL Benfica SLB Slimani sorteio Sport Lisboa e Benfica Sport tv Sporting Steven Gerrard Suárez sub-20 Suécia Suiça Sulejmani Super Maxi Supertaça Taça da Liga Taça da Liga Inglesa Taça das Confederações Taça das Nações Africanas Taça de Portugal Taça do Rei Tecnologia Golo Ténis Tévez The Best Tondela Toni Top 10 Torneio Toulon Tottenham Totti tragédia futebol Transferências Treino Triplete Twitter U. Leiria UEFA UEFA Champions League União da Madeira Urreta V. Guimarães V. Setúbal Valdés Valência Valentim Loureiro Van Persie vídeo-árbitro Vídeos/Golos Villas-Boas Vitor Baia Vítor Pereira Walcott Wesley Sneijder Witsel Xavi Xistra Zenit S. Petersburgo Zidane