Totalmente contra este boicote!

Isto não é o Benfica! Se fossemos com atitudes destas não tínhamos competido durante a década de 90, onde se passaram coisas bem mais graves e sistemáticas. Sempre me habituei que no Benfica, para se ganhar, tínhamos de lutar contra tudo e contra todos. Assim não! Desistir nunca!

«O Sport Lisboa e Benfica informa que não comparecerá, este sábado, em Gondomar, na final four da Taça de Portugal de Hóquei em Patins. 

Esta decisão da Direção do Sport Lisboa e Benfica justifica-se pela necessidade e urgência de se tomar uma posição clara que demonstre o estado de degradação que atingiu este ano a cúpula da modalidade e o total desacordo com alguns critérios – ou falta deles – da parte da direção da Federação Portuguesa de Patinagem (FPP) e dos órgãos que a compõem (Conselho de Arbitragem, Conselho de Disciplina e Conselho de Justiça). 

Importa realçar que esta decisão nada tem a ver com as outras três equipas que, de forma meritória, conquistaram o direito legítimo de competir, nesta fase final da prova, pela conquista da Taça 2016/17. 

Ao longo de toda a época, a equipa de Hóquei em Patins do Sport Lisboa e Benfica foi sentindo que muito dificilmente poderia jogar em igualdade de circunstâncias com outros competidores no Campeonato Nacional, por circunstâncias alheias à mera e sã competição desportiva. 

Perante evidentes sinais de dualidade de critérios nos bastidores, decisões erradas em pista e sucessivas nomeações de árbitros difíceis de compreender, jogadores e equipa técnica levaram a definição do campeão até à última jornada, com assinalável resiliência e espírito competitivo. Mas infelizmente, o pior estava para acontecer. 

No decorrer do dérbi de Alverca – intenso, competitivo, uma autêntica final –, ficou clara a inexistência de imparcialidade em algumas decisões, quer para quem o viu no pavilhão quer para os muitos milhares que acompanharam as incidências da emotiva partida pela televisão. Algo que ficou bem expresso, pela forma como foi anulado de forma inexplicável, a poucos segundos do apito final, o golo que daria o 6-5 e muito provavelmente a conquista do 24.º Campeonato para o SLB. 

Sobre todos estes temas, o Sport Lisboa e Benfica vai apresentar uma vasta exposição junto das entidades competentes, que deverão analisar, entre outros aspetos relevantes, a viabilidade dos atuais órgãos da FPP e até a “utilidade pública” da mesma federação que, nas mais diversas áreas, continua a anos-luz dos principais clubes que compõem aquele que é considerado o melhor campeonato do mundo. 

O SL Benfica procurou, durante toda a temporada, junto das instâncias oficiais, compreender as razões para o estranho critério de nomeação de árbitros, mas não foi possível ouvir explicações e isso diz algo das decisões tomadas. Pediu justiça para os injustificáveis castigos a atletas do Clube – até por comparação com outras situações –, mas, mais uma vez, não foi bem sucedido. 

No final de tudo isto, parece que os únicos a quem foi “tirado o sono” foi aos atletas, técnicos, dirigentes e adeptos do SL Benfica, como o comprovam declarações públicas de alguns responsáveis de órgãos pertencentes à FPP ou até a nomeação para o jogo da meia-final da Taça. 

Nas últimas cinco temporadas, o SL Benfica sagrou-se duas vezes Campeão Europeu, conquistou muitas provas do calendário nacional com as suas equipas seniores masculina e feminina (que também venceu uma Liga Europeia), colaborou para o desenvolvimento do hóquei em patins jovem, organizou eventos e participou em iniciativas de promoção à modalidade e, em conjunto com os outros clubes, contribuiu para as grandes audiências televisivas do hóquei em patins. Acabou, contudo, por ser ignorado e perseguido durante toda esta temporada. A anulação de um campeonato a 23 segundos do final, sem qualquer motivo para tal, é apenas o espelho de uma época em que nunca houve igualdade de circunstâncias. 

O Clube toma esta inédita decisão na sua história não apenas por interesse próprio, mas acima de tudo pelo bem da modalidade. É impossível que o profissionalismo, dedicação, empenho e paixão de clubes como o Benfica continue a conviver e estar dependente do amadorismo e “velhos hábitos” que vigoram no hóquei nacional, desde a primeira divisão às divisões inferiores, dos seniores à formação, do masculino ao feminino. 

Que fique claro: tudo isto nada tem que ver com o FC Porto e a UD Oliveirense, cujas equipas lutaram arduamente pelo título nacional e que beneficiarão também, em igual medida ao SL Benfica, das evoluções positivas que se verifiquem nas estruturas que organizam as competições em Portugal. 

Finalmente, porque todo o grupo de trabalho do Hóquei em Patins merece um fecho de época na companhia de quem sempre esteve presente nas bancadas, informamos que se realizará um treino à porta aberta, este sábado, no Pavilhão Fidelidade, às 18h30, hora para a qual estava agendada a meia final da Taça, em Gondomar. 

Lisboa, 23 de junho de 2017 

Sport Lisboa e Benfica»
Read More

Seleção joga no estádio mais caro do mundo

A seleção nacional joga amanhã (16.00) frente à Nova Zelândia, no estádio mais caro do mundo, o Krestovsky, propriedade do Zenit, que está localizado numa das ilhas (com o mesmo nome) de São Petersburgo, na foz do rio Neva. É um recinto moderníssimo, que será o palco da final da Taça das Confederações, construído já a pensar no Mundial 2018, mas que está envolvido em muita polémica, pois estima-se que tenha custado qualquer coisa como 1344 milhões de euros, quando inicialmente estava previsto um investimento de... 223 milhões de euros.

"Foi uma obra muito secreta, mas a verdade é que durante a sua construção os engenheiros fizeram umas cinco ou seis alterações ao projeto inicial", contou ao DN Deris, de 30 anos, que passeava com a filha no parque infantil de um dos muitos jardins da cidade. Na realidade, a construção foi iniciada em 2008, dois anos depois de o velho Estádio Kirov, de estilo soviético, ter ido abaixo, tendo sido aproveitado o mesmo local para edificar o novo recinto. Contudo, o prazo para a conclusão das obras, inicialmente previsto para março de 2009, foi sucessivamente adiado: primeiro para 2011 porque, depois de feitas as fundações, foi decidido aumentar a capacidade do recinto de 40 mil para 68 mil espectadores; o prazo foi a seguir prorrogado para 2011, 2013, 2015 e dezembro de 2016, mas acabou por ser inaugurado apenas em março de 2017.

Foram nove anos de atrasos, durante os quais houve três alterações ao projeto, derrapagens de custos e suspeitas de corrupção. "Não sei se houve corrupção ou desvio de dinheiro, sei é que houve dinheiro estupidamente mal gasto", assumiu ao DN Tatyana (nome fictício, pois preferiu o anonimato), de 28 anos, que nos últimos meses da obra foi responsável por um dos setores do novo estádio do Zenit. "Não encontro palavras decentes para definir aquilo que se passou neste projeto", prosseguiu. Aliás, a indignação é geral na cidade do Norte da Rússia, já bem perto da fronteira com a Finlândia, relativamente aos milhões gastos, como fez questão de sublinhar Deris, que não gosta de futebol e até nem se identifica com o Zenit: "Do bolso de cada cidadão de São Petersburgo terão de sair 400 rublos [seis euros] de impostos para pagar parte desta obra. Não faz sentido. Estamos todos revoltados com isso."

Governo desmente números
O ónus do pagamento de praticamente todo o projeto foi suportado pelo governo regional de São Petersburgo, que teve de assumir a obra depois de, em 2009, a Gazprom, empresa de gás e petróleo que detém o Zenit, ter desistido de suportar o financiamento. Foi a partir daqui que os gastos se descontrolaram, fazendo que o Estádio Krestovsky se tenha tornado o mais caro de sempre em todo o mundo, superando Wembley, em Londres, que teve um custo de 1317 milhões de euros.

Contudo, Igor Albin, vice-governador de São Petersburgo, desmentiu estes valores à agência russa Tass, no dia 17 de maio. "Não acredito que seja o estádio mais caro do mundo. Os custos foram normais, se forem calculados por metro quadrado. Reconheço que era possível poupar algum dinheiro, mas não foi tão caro como parece", garantiu, revelando que "o Estádio Krestovsky custou, na realidade, cerca de 43 mil milhões de rublos", ou seja, 644 mil milhões de euros, ao câmbio de ontem.

"Sei bem que é o mais caro do mundo. E olhe que já estive em muitos estádios na China e na Europa que foram feitos com muito menos dinheiro", contrapõe Tatyana, com conhecimento de causa, reconhecendo ter havido alguns problemas no início da obra relacionados com o terreno instável: "Foi, de facto, um projeto muito difícil para as construtoras, mas nós temos bons engenheiros e técnicos e nada justifica o que se passou." Tatyana, que solicitou um nome fictício por receio de retaliações, disse estar "envergonhada" e deixou um lamento: "Os cidadãos de São Petersburgo sabem da existência de problemas, mas estão longe de conhecer a verdade."

"Sei que custou muito dinheiro, mas não tenho opinião sobre isso. Não gosto de futebol... o meu patrão é que é um grande fã do Zenit, mas está agora no estádio a assistir ao Camarões-Austrália", referiu o barman Artem, de 19 anos.

Muito grande para o Zenit
Mas os problemas podem não ficar por aqui, pois para o próprio Zenit este novo e moderno estádio parece ser demasiado grande para as suas necessidades, pois até há bem pouco tempo jogava no Petrovsky, que fica a apenas a quatro quilómetros de distância, no qual conseguia criar um ambiente adverso para os adversários, pois os cerca de 18 mil lugares estavam quase sempre ocupados, algo que não acontece no Krestovsky, onde o jogo inaugural, frente ao Ural, a contar para a liga russa, contou apenas com 20 mil bilhetes vendidos - 48 mil estiveram vazios.

Há outra questão curiosa que se prende com o facto de, após o Mundial 2018, haver a possibilidade de o estádio deixar de ter o nome da ilha onde está localizado para se passar a chamar... Gazprom Arena, precisamente a empresa que deixou de financiar a obra.

Read More

O mago fiscal irlandês

As grandes estrelas de futebol representadas por Jorge Mendes e que estão a ser acusadas de fraude fiscal usam o mesmo testa-ferro, de acordo com o jornal espanhol El Economista.

Segundo a documentação a que o diário teve acesso, o homem em questão chama-se Andy Quinn. É um advogado irlandês, e gerente da empresa ‘Multi & Image Management’ (MIM), que tem sede em Dublin, e que cobra direitos de imagem a jogadores como Cristiano Ronaldo, José Mourinho, Ángel di María, Fábio Coentrão e Radamel Falcão.

O irlandês é gerente de mais 25 empresas, só na Irlanda, e, de acordo com investigações realizadas até ao momento, essas empresas constroem uma rede de firmas que os atletas têm usado para desviar receitas para paraísos fiscais. De acordo com um conjunto de documentos revelados pelo Football Leaks, em cooperação com o El Mundo no final do ano passado, o esquema foi desenvolvido principalmente por empresas nas Ilhas Virgens, Britânicas e no Panamá.

No primeiro caso, Ronaldo teria operado através de três empresas – ‘Tollin Associates’, ‘Adifore Financeiras’ e ‘Arnel’; Mourinho e Ricardo Carvalho utilizaram a ‘Koper’ e a ‘Alda’. Fábio Coentrão (através da ‘Rodinn’) e Di María (pela ‘Sunpex’) desviaram dinheiro pelo Panamá.

Quinn, para além de ser gerente da MIM, também trabalha para a ‘Gestifute International Limited’, de Jorge Mendes, baseada na Irlanda.

Ángel Di María, a estrela de futebol argentino, declarou-se culpado este semana, num processo de fuga ao fisco espanhol.

Di María joga atualmente no Paris St Germain (PSG) mas foi investigado relativamente ao seu tempo como jogador no Real Madrid e ficou provado que defraudou 1,3 milhões de euros em direitos de imagem entre 2012 e 2013. Foi formalmente acusado e concordou pagar a multa e os impostos em atraso, o que perfaz um valor de dois milhões de euros.

O argentino transferiu os seus direitos de imagem para a ‘Sunpex Corporation’, uma empresa no paraíso fiscal do Panamá. Sunpex cedeu os seus direitos às empresas MIM, de Quinn e à Polaris Sports, também sediada em Dublin, de acordo com os relatórios espanhóis.

Fonte: economico
Read More

O ABC de Portugal

Qualidade! Muita qualidade!



Read More

Oeiras atribui nome de Mário Wilson ao Estádio Municipal

A Câmara de Oeiras vai atribuir o nome de Mário Wilson, que morreu em Outubro, ao Estádio Municipal, numa homenagem ao antigo futebolista e treinador que viveu grande parte da sua vida naquele concelho.

"Esta distinção, a título póstumo, surge do reconhecimento pelo mérito do serviço público prestado por esta personalidade, pelo seu desempenho, dedicação e determinação nas várias funções desempenhadas", justifica a autarquia, em comunicado.


Esta será a segunda homenagem que a Câmara de Oeiras presta ao antigo treinador, uma vez que já decorreu, em Fevereiro, o primeiro "Torneio de Futebol Infantil - Mário Wilson", no Estádio Municipal de Oeiras.
O estádio terá então o nome do antigo "capitão", como era conhecido, "pela forte ligação a Oeiras".
"Aqui abriu, em 1992, um dos primeiros 'health clubs' locais, que ainda hoje se encontra em funcionamento, no Bairro Augusto de Castro. Um homem que se destacou pelo seu humanismo e generosidade, que é como Mário Wilson é lembrado em Oeiras", refere a autarquia.

A cerimónia pública da atribuição do nome de Mário Wilson está marcada para sábado, às 17:30, com a presença do presidente da Câmara de Oeiras, Paulo Vistas.

Mário Wilson, que morreu a 03 de Outubro, aos 86 anos, foi o primeiro treinador português a vencer o campeonato para o Benfica, em 1975/76, conquistando ainda como técnico as Taças de Portugal de 1979/80 e 1995/96, ao serviço dos ?encarnados'.
Natural de Maputo, em Moçambique, Mário Wilson envergou durante grande parte da sua carreira de jogador a camisola da Académica, depois de ter conquistado o título de campeão no Sporting, em 1950/51, e alinhado no Desportivo de Lourenço Marques.
Como treinador, além das três passagens pelo Benfica, orientou ainda clubes como a Académica, Belenenses, Vitória de Guimarães, Boavista e Estoril-Praia, entre outros, totalizando 548 jogos no primeiro escalão do futebol nacional, tendo ainda comandado a seleção portuguesa na qualificação para o Europeu de 1980.
Read More

"As pessoas podem não gostar, mas comigo é assim"

O Engenheiro é dono disto tudo!

"Em alguns aspetos de jogo com o México que não estivemos tão bem, hoje já foi melhor. Somos uma equipa com personalidade, que sabe ter a bola e atacar, mas também é muito forte a defender. Sem ter de recuar muito e ser muito forte nas transições. Foi assim que conquistámos o Campeonato da Europa. Hoje, foi assim e vai continuar a ser assim. As pessoas podem não gostar, mas comigo é assim"


Read More

Tragam lá mais um caneco!

Vitória de Portugal em casa da Rússia por 1-0, três pontos importantes e quase decisivos para a presença nas meias finais da Taça das Confederações. Cristiano Ronaldo, pois claro, logo aos 8' resolveu a questão e tornou-se o primeiro jogador de sempre a marcar em 8 competições internacionais de forma consecutiva. Saga que começou em 2004! Vive um momento mágico na equipa de todos nós: 10 últimos jogos pela Seleção, CR7 marcou 14 golos.

Fernando Santos com algumas mexidas no 11 titular, não pela falta de rendimento dos atletas que jogaram com o México mas sim por que os perfis das duas seleções adversárias eram totalmente diferentes. Soma e segue este engenheiro, ainda sem derrotas em fases finais (11 partidas)! Parece que saí sempre tudo como ele quer e planeou. Hoje só não deu goleada na equipa anfitriã porque do outro lado estava um guarda redes muito bom.


Desculpem lá o apontamento final, nem foi decisivo nesta partida mas este Bernardo Silva tem uma qualidade técnica ímpar. Assombroso!

Read More

Pelé: "Cristiano Ronaldo é o melhor jogador do mundo"

O antigo internacional brasileiro, e para muitos o melhor jogador da história do futebol moderno, não tem dúvidas em relação ao estatuto de Cristiano Ronaldo no panorama atual.

Numa entrevista ao jornal espanhol AS, Pelé falou de vários assuntos relacionados com o futebol europeu, e quando questionado sobre quem seria o melhor jogador da atualidade, a antiga glória do Santos não tem dúvidas: Cristiano Ronaldo é o melhor jogador da atualidade.

"Tive a oportunidade de lhe dar o troféu [Bola de Ouro] há dois anos. Não há dúvida, creio que hoje em dia nem existe essa dúvida, é o melhor jogador, o melhor goleador e o melhor avançado", vincou Pelé.
Read More

Topo norte do Estádio de Leiria vendido

Da série aproveitar o elefante branco...

«A torre nascente do topo norte do Estádio Municipal de Leiria vai receber os serviços de finanças locais e distritais de Leiria, num negócio avaliado em 1,339 milhões de euros, anunciou hoje a autarquia.

O acordo entre o município e a Estamo, empresa pública gestora das participações imobiliárias do Estado, foi aprovado esta terça-feira pelo executivo PS e pela oposição PSD e prevê a concentração dos serviços de finanças naquela zona do estádio, numa área de construção com 4.500 metros quadrados.

Na deliberação, o executivo destaca "o elevado interesse municipal da pretensão" estatal, considerando "clara e inequívoca a importância que assume para a comunidade leiriense a construção desses serviços da Administração Fiscal".

O valor da venda da torre nascente foi fixado em 1.339.503 euros e, segundo comunicado da autarquia, caso não sejam ali instalados os Serviços de Finanças locais e distritais de Leiria, a propriedade reverte para o município sem que a Estamo tenha direito às importâncias pagas.

O topo norte do Estádio Municipal de Leiria, construído para a realização do Euro 2004, nunca chegou a ser concluído.»
Read More

Mais valia ter estado calado!

Mas as atitudes ficam com cada um... Porra este gajo de leão ao peito custa um bocado. Adorei a passagem dele no SLB. Mas enfim, se o Benfica sobreviveu à perda do Rei Eusébio não será um Coentrão a parar o Glorioso...


Desde aquele negócio do Garay o Real Madrid só nos lixa!
Read More

O último golo de Eusébio

Naquela tarde de Inverno, com sol e algum vento, as atenções dos adeptos do futebol estavam viradas para o estádio da Luz, onde se jogava o Benfica-Sporting. Um dérbi que iria entrar para a história por causa de um episódio insólito. Aos 54 minutos, Vítor Baptista, ao festejar com os colegas um golo (que iria ser o da vitória) perdeu o seu brinco e pôs árbitro e jogadores a esgravatar na relva à procura do adereço, que nunca apareceu.

Eusébio, tantas vezes aclamado pelos 80 mil adeptos que lotavam o estádio da Luz, já não jogava no Benfica. Aos 36 anos, continuava a ser uma estrela, mas agora no União de Tomar, da II Divisão. A 130 km de Lisboa, era aplaudido pelas 4 mil pessoas que enchiam o estádio 25 de Abril (era assim desde Dezembro de 1977, quando Eusébio e Simões ingressaram no clube) para assistir à partida com o Cartaxo. Sem o saber, também eles estavam a olhar para a história, pois Eusébio marcou aí os seus dois últimos golos em Portugal.

Iria terminar a carreira na época 1979/80, no futebol indoor dos Estados Unidos. No total, obteve 733 golos em 745 jogos - alguns, como os do Mundial de 1966 ou do Benfica europeu, podem ser vistos nos cinemas, no documentário Eusébio, a história de uma lenda.

Frente ao Cartaxo, o União de Tomar (4º classificado da II Divisão, Zona Centro, e ainda com ambições de subida, juntamente com Beira-Mar, Ac. Viseu e Est. Portalegre) entrou ao ataque e fez o 1-0 aos 14 minutos.

O médio Barrinha, na altura com 21 anos, lembra à SÁBADO como foi: "Sofri falta, na zona frontal, aí a uns 30 metros da baliza, e a minha primeira reacção foi pegar na bola e ir entregá-la ao Eusébio. Eu também marcava livres, mas àquela distância tinha de ser para o seu pé-canhão. Ele rematou com força, na direcção do guarda-redes, que se encolheu, talvez pela potência do remate. Ainda esticou o braço, mas já não foi a tempo e a bola passou por cima dele. No fim, o Eusébio comentou: 'Vieste-me dar a bola, até parece que estavas a adivinhar'".

O 2-0 final iria ser conseguido no início da segunda parte, em mais um livre, desta vez perto da linha da área. Enquanto a equipa do Cartaxo organizava a barreira, Eusébio ajeitava a bola e conversava com três colegas: Mário Pinto, Simões e Faustino. "Perguntamos-lhe: 'Então, Eusébio, é pra golo?' E ele: 'Vou metê-la naquela gaveta'. A bola sobrevoou a barreira, parecia que ia sair, mas depois baixou de repente e entrou", conta o extremo esquerdo Mário Pinto, que então tinha apenas 18 anos.

Simões, companheiro de Eusébio no Benfica entre 1961 e 1975, explica que ele "tinha esse hábito de dizer onde é que ia por a bola nos livres". "Ele gostava que eu ficasse ao pé da bola, para lhe dar um toque, nos livres indirectos, ou então só para confundir o adversário. Olhava para a barreira e dizia: ‘Está mal feita, está uma merda, a bola passa por ali’. Às vezes, num estádio com 80 ou 100 mil pessoas, só eu e o Eusébio é que sabíamos que ia ser golo. E depois de a bola entrar, eu pensava: ‘Olha o sacana, como é que ele faz isto’. Tinha sido mesmo como disse’’. 

"Na verdade – continua Simões – vi-o fazer esses mesmos golos de livre durante os 15 anos em que jogámos juntos no Benfica, e depois quando estivemos nos EUA – ou ainda no Beira-Mar ou no União de Tomar. Fazia-o de duas maneiras: por cima da barreira, que era uma técnica de passe, porque meter a bola por cima da barreira era fazer um passe para a baliza; ou então chutava em força, e fazia-o com tanta potência que a bola entrava pelo lado do guarda-redes, que ficava sem tempo de reacção. A bola subia e depois ficava sempre à mesma altura, não fazia curva nem trivela. O Eusébio marcou golos em todas as equipas onde jogou. O golo era o seu ADN. Para ele, nenhum jogo fazia sentido sem o golo".

Eusébio já tinha marcado outro golo no União de Tomar. Foi a 22 de Janeiro de 1978, na vitória (1-0) sobre o Peniche. "Eu é que fiz o passe, foi um cruzamento rasteiro, para a esquina da área, ele rematou de carrinho, com o pé direito, e a bola entrou junto ao poste mais distante", conta Mário Pinto, que lembra os treinos passados com Eusébio a marcar livres. "Dizia-me: ‘Com força, tens de rematar sempre com o corpo inclinado para a frente. Se for em jeito, a bola tem de bater na parte de fora do dedo grande, que é para ganhar efeito e velocidade’. E o pipo da bola também tinha de estar sempre virado para nós".

A equipa do União de Tomar da época 1977/78, na qual jogou Eusébio

Simões integrou a equipa do União de Tomar em Outubro de 1977 e Eusébio chegaria no mês seguinte. "Estávamos nos EUA, mas lá a época só durava seis ou sete meses, por isso a ideia era jogar três ou quatro meses em Portugal, para manter a forma física. Não havia a expectativa de ir para aqui ou para ali, era conforme os convites que apareciam", lembra António Simões, que em 1975/76 tinha jogado no Estoril – Eusébio actuou pelo Beira-Mar em 1976/77.

Barrinha lembra a chegada de Eusébio a Tomar, a 18 de Novembro: "Ele atrasou-se, e então o nosso treinador, o Vieirinha, decidiu começar o treino sem ele. Só que estava sempre a sair do relvado para ir à porta ver se via o Eusébio. Vinha dar umas indicações, deixava-nos a treinar e ia espreitar. A certa altura entrou disparado no relvado, aos pulos e aos gritos: ‘Chegou o rei!, Chegou o rei!’"

A contratação das duas estrelas teve também impacto no clube, que logo na primeira semana passou de 1500 para 1900 sócios. "O nosso estádio estava sempre bem composto, com 4 ou 5 mil pessoas, e quando jogávamos fora havia autênticas romarias", nota Mário Pinto, que lembra uma história. "Uma vez, em Viseu, o Eusébio nem jogou, estava tocado, e quando estávamos a chegar ia connosco o Antoninho, um avançado preto. A multidão confundiu-o e começou toda: ‘Olha o Eusébio, vai ali o Eusébio. Eles queriam era ver o Eusébio".

Normalmente, Eusébio só fazia um treino em Tomar. "Vinha às quintas-feiras, no resto da semana treinava em Lisboa", conta Barrinha. "Nesse dia chegávamos mais cedo, para conviver com ele, ouvir as suas histórias, ver como é que se equipava, como apertava as chuteiras. Era um sonho. Ficávamos ali extasiados a olhar para o monstro sagrado, como se isso nos ajudasse a sermos melhores jogadores".

Eusébio já não jogava a ponta-de-lança. "É preciso ver que nas últimas épocas no Benfica ele já não era avançado", nota Simões. "A linha da frente do Benfica era fantástica, com o Nené, o Vítor Baptista e o Artur Jorge ou o Jordão. Ele já não tinha a velocidade doutros tempos, tal como eu, aliás, e ficávamos no meio-campo. Era eu, ele e o Jaime Graça. O Eusébio tinha grande inteligência táctica e cultura colectiva, algo que nem todos os grandes avançados conseguiam, estou-me a lembrar por exemplo do Futre. O Eusébio tinha essa capacidade de ler o jogo, além de fazer passes soberbos a 25 ou 30 metros".

Mário Pinto lembra-se de Eusébio a jogar mais como segundo avançado no União de Tomar. "O Florival é que ficava mais na frente. E o Simões jogava a médio esquerdo e eu a extremo", aponta, recordando que fez algumas assistências para golo, sobretudo para Florival. "O Simões dizia-me: ‘A coisa mais difícil é conseguir chegar à linha. Quando chegas lá, cruzas e o teu papel está feito’. Agora vê-se jogadores a ir à linha e depois voltam para trás com a bola, não cruzam".

A boa época em Tomar permitiu a Mário Pinto jogar pela selecção portuguesa de sub-21. No ano seguinte foi para o Juventude de Évora, que andou até ao fim a lutar pela subida à I Divisão. "Fui depois para o Amora, treinado pelo pai do Mourinho, a seguir para Setúbal e depois para o Rio Ave – fomos à final da Taça com o FC Porto. Estive também no Estoril, onde joguei com o Fernando Santos, com o Fidalgo e com o Reinaldo. Fiquei depois três anos no Barreirense, foi o sítio onde estive mais tempo, e voltei a Tomar, para acabar a carreira".

No dia 14 de Março de 1978, Eusébio jogou no campo pelado do Marrazes, num jogo que terminou 0-0 – "foi uma das melhores partidas dele, no meio campo, até fazia carrinhos, parecia um miúdo", lembra Mário Pinto. Eusébio seguiu depois para a África do Sul, onde ficou um mês, participando em jogos-exibição pelo Cape Town City, da Cidade do Cabo – a iniciativa, da Mobil Oil, permitiu-lhe receber 750 contos num mês, 12 vezes mais do que ganhava no União de Tomar.

Eusébio regressou a 21 de Abril e assistiu ao jogo amigável do União de Tomar com o Belenenses (derrota por 3-0), numa altura em que Simões ficara como treinador-jogador. "Espero continuar cá pelo menos mais um mês", disse na altura Eusébio, que iria fazer ainda mais dois jogos pelo clube.

António Simões, José Torres e Eusébio

O primeiro aconteceu a 30 de Abril, com o Académico de Viseu (0-0). A despedida do União de Tomar (e dos relvados portugueses) aconteceu a 6 de Maio, em Portalegre (derrota por 2-0 frente ao Estrela). Depois de 12 jogos (e três golos) pelo União de Tomar, Eusébio seguiu para os EUA, para os New Jersey Americans, da II Divisão, onde foi receber 900 contos por dois meses.

Na época seguinte (1979-80), jogou no Buffalo Stallions, no futebol indoor. Fez apenas cinco jogos (e marcou um golo). "Era muito complicado para ele jogar na carpete, aquilo era muito duro e os joelhos, fustigados pelas operações, ressentiam-se", adianta Simões.

O jogo em Portalegre foi num sábado à noite, lembra Barrinha, que fez aí uma grande exibição. "O treinador Fernando Peres foi lá ver um jogador, mas gostou de mim e convidou-me para ir para o Juventude de Évora, que ia lutar pela subida. Infelizmente acabámos por ir só à Liguilha, quem subiu foi o Rio Ave, treinado pelo pai do Mourinho. No ano seguinte o Peres levou-me para o U. Leiria – joguei lá com o Jorge Jesus. Depois estive quatro anos em Guimarães, treinado pelo Pedroto e pelo Artur Jorge, e a seguir no Vit. Setúbal".

Barrinha lembra, a propósito da sua passagem pelo Vit. Setúbal, uma história curiosa: "Num jogo, contra o Sp. Covilhã, o Eusébio foi ao Bonfim com o Simões e o Toni, foram lá observar uns jogadores, e como já não nos víamos há algum tempo, depois do jogo ficaram à minha espera, para me ir cumprimentar. Estava lá eu com eles e aparece um jornalista, a fazer-me umas perguntas sobre o jogo. E eu: ‘Então estão aqui estes monstros sagrados do futebol português, e vocês vêm-me fazer perguntas sobre o Vitória de Setúbal-Covilhã? Eles fartaram-se de rir".

A saída de Eusébio de Tomar apenas terá deixado satisfeito o roupeiro do clube, conforme brinca Simões. "As pessoas andavam sempre a pedir-nos camisolas, mais ao Eusébio, claro, e às vezes lá dávamos uma. O roupeiro ficava danado. Dizia: "Não dêem camisolas, que qualquer dia não há nenhuma para jogarem".

Read More

Vídeo-árbitro: “Um penálti pode ser marcado 3 depois”

Um penálti pode ser sancionado apenas três ou quatro minutos depois de ter sido cometido. Com a introdução do vídeo-árbitro, esta será uma situação possível de acontecer quando uma jogada numa das grandes-áreas prossegue sem que o juiz de campo tenha assinalado a infracção e o árbitro que segue o jogo pelas imagens a detecte.
As explicações foram dadas por Duarte Gomes na Rádio Renascença. 

Uma das áreas de intervenção do vídeo-árbitro é a do penálti.

“Nas jogadas que prosseguem e em que o vídeo-árbitro percebe que é penálti, para não incomodar o colega que está concentrado na jogada seguinte, tem de uma forma serena arranjar um momento neutro do jogo para lhe comunicar a falta. Por exemplo, quando a bola sair a meio-campo”, descreve Duarte Gomes. “Aí, será assinalado o penálti e vai anular tudo o que se passou nesses dois, três ou quatro minutos."

“Em última instância, podemos até ter um golo anulado porque não se marcou penálti do outro lado”, acrescenta.

Duarte Gomes reconhece que estes casos poderão causar estranheza, “mas a verdade é que [essa decisão] recoloca a verdade porque aquele golo era ilegal.”

Nos casos em que o vídeo-árbitro vislumbre uma falta na área que não foi vista em campo, este tem de o comunicar ao juiz de campo até o jogo ter uma interrupção e antes de a bola ser reposta em jogo.

O ex-árbitro é defensor do vídeo-árbitro, uma tecnologia que há muito tempo “era pedida pelo universo do futebol.”

“Há muito se falava da injustiça de as pessoas em casa terem mais meios de decisão do que o decisor no campo. Não fazia sentido. Há situações de jogo impossíveis de detectar, devido ao aglomerado de jogadores, à visão obstruída e aos focos de desatenção momentânea”, justifica.

No caso do penálti, quando o árbitro marca, e já com o jogo parado, também é possível trocar informações e alterar a decisão caso as imagens mostrem que houve um erro.

"Sensibilidade"
Duarte Gomes avisa que os árbitros não passarão a ser infalíveis. Os adeptos e os clubes ainda não estão preparados, "mas vão estar”, acredita.

O ex-juiz de futebol mostrou também preocupação com as possíveis interrupções prolongadas, que podem quebrar o ritmo do jogo, mas garante que isso será minorado com a prática e o número de jogos acumulados. Duarte Gomes chama a atenção de que há muitos factores que podem levar ao prolongar da decisão.

“O técnico que está com o vídeo-árbitro tem de ter sensibilidade para o jogo e saber escolher a melhor câmara para ver a jogada”, explica Duarte Gomes.

Os golos, a troca de identidade de jogadores e a admoestação com vermelho directo são as restantes três áreas de decisão que o vídeo-árbitro vai interferir.
Read More

Vídeo-árbitro: a revolução do futebol moderno!

Só no dia de ontem da Taça das Confederações 2017, 3 lances de golo, 3 erros da equipa de arbitragem, 3 correcções imediatas do vídeo-árbitro. Estes são os factos, depois há aquelas opiniões tipo velho do Restelo: ah mas tira a pica e espontaneidade do festejo do golo! É verdade, mas olhem lá isto é um jogo, se há batota num jogo que raio de pica querem ter? Lá está, factos: 3 erros graves, 3 correcções em 180 minutos de bola! Um ponto de viragem histórico!



Read More

De empate em empate até à vitória final

Foi esse o lema o ano passado vamos acreditar que este empate coloca a Seleção nesse caminho. Um bom jogo de futebol, mas em que Portugal sofreu 2 golos perto do final das 2 partes não sabendo aguentar por minutos uma preciosa vantagem.

Num dia como este, em que isto não interessa para nada, fica a foto da homenagem às vítimas do fogo de Leiria.



Read More

Os verdadeiros heróis de Portugal!

Neste dia de enorme luto nacional deixo a minha humilde mensagem de apoio aos soldados da paz!



Read More

"Escândalo total no Hóquei, a maior vergonha de sempre"

Da série O Benfica manda nisto tudo!

O Benfica mostrou-se revoltado com a arbitragem do dérbi com o Sporting (5-5), referente à última jornada do campeonato nacional de hóquei em patins, mais concretamente em relação ao golo anulado, a 20 segundos do fim, que significaria o 6-5 para as águias e, muito provavelmente, o título nacional para o clube.

"Escândalo total no hóquei. A maior vergonha de sempre", começou por dizer fonte do Benfica a Record. "Golo validado e depois anulado ao Benfica dá o título ao FC Porto. Os comentadores da TVI24 diziam que era inexplicável, nunca viram nada assim. É o título da vergonha. Incrível o roubo que dá o título ao FC Porto e tira ao Benfica", acrescentou.


Read More

FC Porto pode perder 50 milhões de euros

O FC Porto está obrigado a vender jogadores neste defeso e tem uma dúzia de jogadores com mercado que são prioridades devido ao fim de contrato. Nos atuais quadros, os ‘dragões’ contam com 12 jogadores que têm mercado e terminam o vínculo na próxima temporada. Com efeito, a situação carece de resolução sob a ameaça de os atletas poderem sair a custo zero na próxima época.

Perante a situação do FC Porto - obrigado a vender para evitar incumprimento das regras do fair-play financeiro – resolver as saídas de jogadores com mercado avaliados, em conjunto, em perto de 50 milhões de euros é, segundo o jornal Record, a grande prioridade do mercado do FC Porto.

À cabeça, Bruno Martins Indi e Aboubakar são os casos mais mediáticos. Tanto o central holandês como o avançado camaronês estiveram em bom plano nos empréstimos que fizeram ao longo deste ano. Com efeito, Indi tem mercado em Inglaterra e está a ser avaliado em 10 milhões de euros. Aboubakar tem valor semelhante, mas com a condicionante de o FC Porto ter 40% do passe estando os restantes 60% no Lorient.

Para além destes dois casos, o FC Porto tem mais 10 jogadores que terminam contrato no próximo ano. Sinan Bolat (500 mil euros), Maxi Pereira (5 milhões de euros), Marcano (8 milhões de euros ) Diego Reys (6 milhões de euros), Martins Indi (10 milhões de euros ) José Ángel (1,5 milhões de euros ) Igor Lichnovsky (500 mil euros), Josué (3,5 milhões de euros), Tiago Rodrigues (1 milhão de euros), Aboubakar (10 milhões de euros ), Kelvin (3 milhões de euros) e Sami (1,5 milhões de euros).

Do lote, apenas Maxi Pereira e Marcano foram opções durante a última temporada no plantel principal dos ‘azuis e brancos’. Os restantes estiveram emprestados por várias ligas. Enquanto alguns dos nomes já estão a ser negociados como é o caso de Diego Reyes que pode rumar, a título definitivo, para a Liga Espanhola, outros são mais complicados como a questão de Kelvin. O extremo estava no Vasco da Gama, mas uma lesão no joelho vai deixá-lo de fora durante um período de tempo elevado.

Recorde-se de que o FC Porto está debaixo de olho por parte da UEFA devido ao fair-play financeiro. A equipa da Cidade Invicta precisa de fazer, no mínimo, 100 milhões de euros para cumprir as regras impostas pelo órgão que gere o desporto europeu. Para já, 40 milhões de euros já estão encontrados com a saída de André Silva.

O próximo a deixar o Estádio do Dragão deverá ser Andrés Fernandez. O guarda-redes espanhol também termina contrato em 2018, mas não integrou a lista, uma vez que está praticamente certa a sua saída para o Villarreal por dois milhões de euros. Apesar de ser um valor abaixo dos três milhões que os ‘dragões’ queriam é lucro para o Estádio do Dragão que pagou apenas 1,6 milhões pelo seu passe.
Read More

"Onde o Benfica tem dominado é dentro do campo"

Antes de mais dar os parabéns ao Hélder Conduto e à Benfica TV por esta entrevista. Não ficaram perguntas por fazer. Lição de imparcialidade e jornalismo! Isto é o Benfica! Fiquem então com o que de melhor foi dito:

«O Benfica vai agir judicialmente contra o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, e restante administração da SAD portista. "Todos os lesados vão interpor ações por ciber-crime. Nos próximos dias entrarão processos-crime contra Pinto da Costa, contra a SAD do FC Porto - significa que têm têm acesso a contratos de nível comercial. Crime económico? Se o FC Porto alega ter informação confidencial, terá tido acesso a informação comercial e isso é um crime grave", anunciou Luís Bernardo, esta sexta-feira, na Benfica TV.

Em causa os e-mails que os dragões revelaram e que implicam o clube da Luz, num alegado esquema de corrupção desportiva. "É urgente que esta investigação a este caso seja séria, a nível dos órgão desportivos e civil. Benfica tem total abertura para facilitar acesso a toda a informação, tem as portas abertas e está tranquilo, quer que se investigue a fundo. Queremos que a verdade venha ao de cima e que os responsáveis seja responsabilizados", disse o o diretor de comunicação do clube da Luz.

Os e-mails são verdadeiros? "Vamos por partes. Isto surgiu há três semanas e na altura o Benfica requereu abertura de processo por violação de correspondência privada. Essa investigação tem desenvolvimentos, os dados que temos são extremamente grave, de enorme melindre, mas serão analisados em termos da própria investigação do Ministério Público. São dados que o Benfica recolheu nas perícias técnicas, surgindo a hipótese de pirataria informática. Se houve pagamento do FC Porto? Não posso confirmar, não vou esclarecer se foi uma empresa de hackers que estabeleceu esses dados, o que é claro é que o FC Porto afirma ter acesso a informação privada do Benfica e tem a tornado pública. Se os e-mails existem ou não cabe ao MP dizer, se foram objeto de falsificação, se estão descontextualizados. Tem de ser analisado com todo o cuidado", respondeu, sem dizer se os e-mails trocados entre Paulo Gonçalves e Pedro Guerra com elementos ligados à arbitragem e à Liga.

Colaboração com o Ministério Público
O Benfica ainda não foi notificado da abertura de qualquer processo judicial. "Não houve qualquer contacto, apenas alguns procedimentos, mas as portas estão abertas. Compreendo que não haja coragem do FC Porto para assumir a denúncia. Que leitura merece? Se fosse o FC Porto a assumir teria de dar acesso a toda a informação que tem e como muitas delas são denúncias de coação feitas junto do Benfica, isso não lhes interessa divulgar. Há um clima muito crispado no futebol português que vai dificultar o início da competição. São levantadas insinuações muito graves e condena-se logo. Nós temos tido muita informação grave, que forneceremos ao Ministério Público", revelou Luís Bernardo.

Reabrir Apito Dourado
Bernardo anunciou ainda que o Benfica vai requerer a reabertura do processo do Apito Dourado, sem precisar como e onde: "Vamos requerer a abertura do Apito Dourado e que seja reanalisado a legalidade das escutas do Apito Dourado (AD). Muitas das pessoas ligadas ao AD estão ligadas aos casos que ocorrem nos últimos dois anos: a ameaça que Pinto da Costa fez ao árbitro Rui Costa num jogo com o Arouca; da ameaça de Luís Gonçalves a Tiago Antunes, que disse que a sua carreira ia ficar comprometido - e curiosamente ele desceu de divisão; das declarações de Fernando Madureira em que afirma no Facebook que o FC Porto ia perder com o Moreirense para o Tondela descer de divisão. Tem de ser investigado. É o mesmo tipo de conduta da era do Apito Dourado e há ligações que se mantêm."

Além dos processos crimes a Pinto da Costa e SAD portista, Luís Bernardo anunciou ainda queixa contra o presidente do Sporting. "Foi pública declaração de Bruno de Carvalho num encontro com jornalistas onde gabou-se de afastar Vítor Pereira da UEFA e de ter escolhido o atual presidente da Liga, Pedro Proença. Isso sim figura um tráfico de influências e o Benfica vai abrir o devido procedimento para que a situação seja investigada. Nos próximos dias serão abertos vários processos para que todas essas questões sejam esclarecidas."

Porquê deste "ataque" ao Benfica...
Luís Bernardo começou por justificar que este "ataque" ao clube se deve porque "o Benfica está forte, unido e coeso". "Somos tetra, somos uma referência a nível internacional e estamos com grande estabilidade e com um rumo definido. Basta ver a preparação desta época. Todas as entradas e saídas foram preparadas com tempo, uma planificação bem feita, ao contrário dos nossos adversários".

E virou as atenções para os dragões: "o FC Porto vive momento financeiro difícil, está intervencionado, perdeu a sua autonomia está numa situação financeira de descalabro. Temos assistido a acusações de que a culpa do seu insucesso e financeiro foi do anterior treinador. Há um grande impasse no clube. O Sporting também vive momento difícil, com indefinição do ponto de vista estratégica, se a aposta é na formação ou se isso não chega. É neste quadro que tentam desestabilizar o Benfica. Há dois anos a contração de Jesus, depois os vouchers e agora os e-mails.»

Read More

PGR e Finanças investigam transferências do Sporting

A Procuradoria Geral da República (PGR), o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e a Autoridade Tributária (AT) estão a levar a cabo uma investigação em relação às transferências para o Sporting dos jogadores Bruno César e Alan Ruiz.

Em causa está, sobretudo, o pagamento das comissões ao empresário de jogadores Costa Aguiar, bem como o circuito do dinheiro. Com o avançar das investigações do DCIAP, a AT acabou por ser também chamada de forma a fazer uma inspeção rigorosa a três entidades: Sporting, SAD e duas empresas em nome do agente (Costa Aguiar Sports, Lda e Mundial Sports, Lda). 
Estará, pois, tudo a ser passado a pente fino, mas as suspeições maiores recaem sobre os valores alegadamente pagos em comissões. 

A BOLA apurou ainda que as diligências podem não ficar apenas por estes dois jogadores, pois também terão surgido dúvidas acerca das transferências de Douglas, Schelotto e Castaignos.


Read More

Especialistas em direito: o tetra está a salvo!

«Especialistas em direito desportivo referem que é quase impossível tirar troféus ao clube da Luz, como defende o Sporting.

O tetra do Benfica pode ou não estar em risco? A questão foi levantada pelo Sporting, numa reação do seu diretor de comunicação, Nuno Saraiva, aos e-mails sobre o alegado envolvimento do Benfica em casos de possível corrupção desportiva, revelados pelo FC Porto (remontam a 2013 e estão na posse do Ministério Público, tal como o DN noticiou ontem). Mas, segundo Lúcio Correia e João Diogo Manteigas, especialistas em direito desportivo, ouvidos pelo DN, é quase impossível que isso venha a acontecer.

Na justiça desportiva, então, não é mesmo possível, defendem. "Não é possível o clube perder os títulos, depois de homologados", coincidem. Nem mesmo o último título do tetra, que está a cinco dias de ser homologado - o campeonato 2016-17 terminou a 21 de maio. João Diogo Manteigas lembra que "há determinados processos que podem suspender essa homologação", mas o processo de inquérito aberto pelo CD da FPF ao caso (e remetido à Comissão de Instrutores da Liga), "não suspende nada". Pois, diz, "não há arguidos, nem possibilidades de sanção por não se saber que ilícito disciplinar é que está em causa", explicou o advogado, dando até o exemplo do Boavista, que foi condenado por corrupção (que levou à descida de divisão), pela justiça desportiva, em 2008, e manteve o título 2000-01.

Lúcio Correia lembra que na legislação desportiva "não há efeito retroativo" e "qualquer sanção que possa existir tem de se refletir na atualidade". Além disso, é preciso ter em conta que, "neste momento, há uns e-mails e umas conversas privadas" que podem não ser objeto de prova: "Das duas uma, ou as pessoas consentiram na utilização dos e-mails, ou tenho sérias dúvidas de que possam ser utilizados para efeito de investigação desportiva, mesmo que sejam admissíveis no processo criminal."

No entanto, o advogado entende que os indícios "têm de ser analisados e investigados", e "se no final houver acusação avança o processo, se não é arquivado".

A questão só poderia mudar de figura caso o Benfica fosse acusado e condenado nos tribunais comuns. Mas mesmo assim é um cenário que torna muito difícil falar em perda de títulos, segundo Lúcio Correia: "É muito prematuro estar a falar em perda de títulos, pois isso pressupõe uma sentença condenatória transitada em julgado. Só pode eventualmente concretizar--se se, efetivamente, houver uma decisão do tribunal a dizer: perde--se o título porque houve um ato de corrupção, etc., etc."

E tudo depende de quem for o arguido, acrescenta Manteigas: "Os visados até agora são duas pessoas singulares (Pedro Guerra e Paulo Gonçalves), funcionárias do clube. Para ser o Benfica SAD arguido tem de estar um dos administradores implicados (Luís Filipe Vieira, Rui Costa, Domingo Soares Oliveira). Se ficar provado que participaram em algum ato ilícito, aí sim, a coisa muda de figura e o Benfica pode ser penalizado, mas dificilmente isso resultaria em perda de títulos."

E mais uma vez deu um exemplo: "O caso Cardinal levou à condenação de Pereira Cristóvão, que era vice-presidente do Sporting em exercício, mas, como ficou provado que agiu isoladamente, o clube não sofreu sanções."

O Benfica vai reagir hoje de forma oficial ao caso dos e-mails, pelo diretor de comunicação Luís Bernardo, na BTV, às 18.00.»

Read More

Foi nisto que os e-mails resultaram?

Um verdadeiro império...



Read More

O novo poder do futebol mundial

Impressionante o talento desta geração francesa! E jovem!


Segundo o presidente da federação de futebol do país Noel Le Graet, assumir a França seria uma mudança natural para a carreira do treinador Zidane.

“É uma sequência lógica. É provável que um dia ele esteja interessado. No momento, acho que ele ainda tem muito a dar ao Real Madrid, e o clube combina com ele perfeitamente”, disse o dirigente à rádio RMC, reconhecendo que essa é uma possibilidade a longo prazo.

Read More

Filip Krovinovic

Na hora de prestar as primeiras declarações como jogador do Benfica - assinou por cinco temporadas -, Krovinovic mostrou estar muito a par da história dos encarnados.

"Estou contente, pois vou jogar neste estádio, onde atuou o Rei Eusébio, o jogador com mais golos, também o Nené, grande jogador, e o Bento. Vou dar tudo para ficar aqui o maior tempo possível. Sei muitas coisas sobre o Benfica, muitos colegas do Rio Ave disseram-me que este era o maior clube de Portugal. Está no top 16 de todo o Mundo, jogam sempre na Champions onde têm chegado aos quartos-de-final. Estou feliz por ter a oportunidade de representar este clube. Escolhi o Benfica. Vai ser uma honra vestir esta camisola e vou fazer tudo para compensar a decisão de todo o staff do Benfica, treinador.... É um clube muito famoso, ganhou dois títulos europeus seguidos", referiu, à BTV, o médio contratado ao Rio Ave por cerca de 3 milhões de euros.

Krovinovic explicou ainda em que posições pode atuar: "Posso jogar a 8 ou 10, mas é onde o treinador Rui Vitória me meter."



Read More

O domínio avassalador do Benfica... ou não...

FILHO DE ADÃO MENDES CHUMBOU NOS TESTES FÍSICOS (link)


O filho de Adão Mendes, Renato Mendes, citado na troca de e-mails entre o antigo árbitro e o assessor jurídico do Benfica, Paulo Gonçalves, chumbou nos testes físicos quando tentava subir à principal categoria de árbitros assistentes, e por isso falhou a entrada no quadro principal.

No referido e-mail, Adão Mendes pedia alegadamente ajuda no recurso do filho, depois das provas realizadas em Quiaios, de 12 a 14 de julho de 2016, no quarto seminário da época para árbitros assistentes, da responsabilidade do Conselho de Arbitragem da FPF.



Read More

Os e-mails que não provam nada. Basta!!!

Confesso que esta história dos e-mails me começa a enervar. Não há ali nada que sugira corrupção e há apenas conclusões baseadas em suposições. O que fica demonstrado é que o Benfica já não deixa que gozem com ele, como aconteceu durante tanto tempo, e nem é preciso ir aos anos 90, basta lembrar dos 44% de vitórias que o SLB teve na carreira com o homem dos abracinhos Pedro Proença. Presidente da Liga não é? 

Todos os clubes grandes fazem isso em Portugal, é pena mas é verdade. Olhem a pressão que Bruno de Carvalho faz a quem o prejudica... Olhem a visita dos Super Dragões e as ameaças de morte, olhem a campanha dos 12 ou 16 penalties, olhem para o director geral da SAD do FCP, que ameaçou um árbitro que viria a ter uma carreira curta na arbitragem e depois, no final da temporada, esse árbitro foi mesmo despromovido. Isto tudo aconteceu na época passada onde também ficaram na história jogos em que o Benfica sofreu 3 golos ilegais (Boavista) e onde ficaram 3 penalties por marcar (Alvalade). Lembro também Setúbal em que no último minuto os sadinos defenderam a sua área de rigor ao pontapé. Isto sim são dados, confirmados por vários jornaleiros. Como é possível dizer que o tetra foi roubado? Que desespero!
Onde estiveram os árbitros quando o FC Porto não conseguiu ultrapassar o Benfica com jogos em casa com o Setúbal e o Feirense? Limpinho!

Mas alguém duvida que se o FC Porto tivesse material que provasse em tribunal, atenção em tribunal, corrupção vinha para a TV entregar essas provas? O clube com mais experiência em se defender de corrupção em Portugal sabe bem que isto não pega, que não é prova de nada. E porque agora? E não há 2 meses quando estava a disputar o título com as águias? O timing também não bate certo... Será que estavam com medo de um castigo mais severo da UEFA e lançaram agora para não se falar demasiado nisso?


Como benfiquista o que me preocupa mesmo é a verdadeira indústria de espionagem informática que o FC Porto tem. Comparada a eles a Rússia é uma menina. Durante anos víamos o FCP a roubar jogadores e transferências do SLB na meta e tínhamos muitas suspeitas. Agora temos certeza que foi tudo roubado e pirateado.

De resto é só areia para os olhos dos adeptos e sócios. Apenas fica provado isso, com o Benfica já não gozam! Bravo!
Read More

3 gigantes!

Mário Coluna, Chico Buarque e Eusébio



Uma delícia viajar por esta página - https://twitter.com/FootballArchive
Read More

É disto que o meu povo gosta!

Que golaço! Michael Bradley dos EUA!



Read More

O novo director do Benfica

Lourenço Pereira Coelho já não é diretor-geral para o futebol profissional do Benfica, sendo este um cargo que, ao que tudo indica, vai ser ocupado por Tiago Pinto já a partir da próxima temporada.
A decisão de sair partiu de Lourenço Pereira Coelho e foi comunicada a Luís Filipe Vieira ainda antes da final da Taça de Portugal. Na altura, o presidente do Benfica, que sempre foi um dos maiores defensores do diretor do futebol profissional, tentou demovê-lo. Após algumas conversas, Lourenço decidiu-se a ficar na estrutura do clube mas afastado da equipa profissional do Benfica, clube onde chegou em junho de 2004, pelas mãos de José Veiga, tendo assumido a direção da SAD.
Ora, segundo Record apurou, Lourenço Pereira Coelho vai lidar diretamente com todos os assuntos relacionados com as competições da Liga, Federação Portuguesa de Futebol e UEFA, sendo que as questões regulamentares, essas, continuarão a cargo de Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD. Recorde-se que Lourenço Pereira Coelho tem representado as águias na UEFA nos últimos 10 anos - com presenças nos sorteios, por exemplo -, tendo trabalhado diretamente com a Liga nos últimos seis.
Perante esta tomada de posição, Luís Filipe Vieira não teve outra opção senão escolher o sucessor de Lourenço Coelho, o homem que ia fazer a ligação entre a SAD e o futebol profissional. A escolha dos responsáveis encarnados recaiu em Tiago Pinto, um desconhecido e acérrimo adepto até há quatro anos, hoje em dia um dos homens de confiança do presidente encarnado.
Tiago Pinto tem sido um dos homens fortes das modalidades do Benfica e, apesar de estatutariamente ter acima os vice-presidentes das modalidades, Domingos Almeida Lima e Fernando Tavares, a verdade é que esteve sempre presente nas decisões de planeamento e estratégia das modalidades.
Luís Filipe Vieira apreciou sempre a forma de trabalhar de Tiago Pinto e, agora, chama-o para um dos mais significativos cargos do futebol profissional. Será ele quem vai acompanhar a equipa de futebol, e, acima de tudo, planear questões logísticas e de funcionamento. No fundo o que acontecia com Lourenço Pereira Coelho.
A próxima pré-temporada, com jogos na Suíça e estágio em Inglaterra, ainda foi discutida e planeada pelo agora ex-diretor para o futebol , que tinha o Estádio da Luz como palco preferido para o arranque dos trabalhos da equipa profissional. O centro de estágio está em obras e não vai poder acolher o início dos trabalhos da equipa de Rui Vitória, que vai decorrer em sítio ainda por divulgar.


Read More

A biografia de Adão Mendes

«Se procurarmos com algum cuidado na Internet e excluirmos as notícias ligadas à recente polémica levantada pelo FC Porto, a primeira coisa que encontramos sobre Adão Mendes é a sua participação nos “Debates Impensáveis no Desporto”, organizados pelo Guimarães Turismo e que juntavam “o sindicalista e ex-árbitro e jogador de futebol”, José Antunes, sacerdote e dirigente desportivo, e Pedro Chagas Freitas, escritor.


Estávamos em março de 2013. Mas, curiosamente, Adão Mendes é mais conhecido pelo sindicalismo do que pelo futebol. Foi árbitro da principal categoria no início da década de 90 (o filho também seguiu carreira na arbitragem), passou depois para observador de árbitros e integrou o Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Braga. Antes, jogou dos infantis aos juniores no Riopele mas abandonou cedo. Aos 14 anos tinha começado também a trabalhar na empresa têxtil com o nome do clube.

Natural de Ronfe, Adão Mendes tem 66 anos. Foi coordenador da União de Sindicatos de Braga durante cerca de 30 anos, como explicou o Correio do Minho, até abandonar os órgãos nacionais da CGTP-Intersindical em 2012 “pela aplicação da regra estatutária que impede a eleição de dirigentes que cheguem à idade de reforma durante o mandato”.

Militante do PCP, católico, passou a liderar a estrutura distrital da CGTP em 1985, tendo deixado o emprego de preparador de amostras para se dedicar a 100% ao sindicalismo. Ainda de acordo com o Correio do Minho, foi presidente do Conselho Sindical Inter Regional Galiza Norte de Portugal. E ganhou a alcunha de “árbitro vermelho” exatamente pela filiação partidária.»

Fonte: observador.pt
Read More

Sérgio Conceição: uma foto bem recente!

Não deixa de ser curioso. O treinador do FC Porto feliz na Luz!


O filho do antigo internacional português, rodrigo, é futebolista profissional do SL Benfica.

Read More

«Não me revejo nesta gente a representar o SLB»

«Isto dos e-mails não pode acontecer. Com Gomes da Silva concluiu-se que não podia estar num programa televisivo e ser dirigente do Benfica. O senhor presidente do Benfica tomou a opção e muito bem. Das duas uma: Temos um funcionário que está num programa desportivo e não se faz a mesma coisa. E é mais grave. Há que ser coerente. Não podemos ter no departamento de comunicação quem fale muito mas não sabe comunicar. Este clube tem de ser o melhor em tudo, não só dentro de campo. Não me revejo nesta gente a representar o Benfica. Não posso admitir porque o meu passado e amor a este clube não se coadunam com o que estou a assistir. Por mais que isto possa custar perder um ou outro jogo, estes valores são mais importantes. Este é o momento de fazer a reflexão. Isto está crispado e o Benfica não pode contribuir para isto", afirmou António Simões.



Read More

Mas quem é Adão Mendes?

Alguém me explica? Fazia parte da FPF, da APAF, tem ligações à FPF ou à Liga? A sério, tentei procurar e só vejo, ex-árbitro de primeira categoria.

Pedro Guerra conheço bem e sei que é apenas um papagaio, que não tem qualquer tipo de poder ou conhecimento dentro do Benfica...



Read More

Os tetra e seis!!!!


Read More

Grande venda do Sporting

Não tenho problema nenhum em dizer... A serem verdade estes valores, a venda de Rúben Semedo, um jogador de 23 anos a roçar o fraco, por 14 M€, ficando ainda o SCP com 20% do passe do atleta, é um negócio da China. 




Read More

Contratar jogadores para emprestar. Será uma boa estratégia?

É a estratégia do Benfica por esta altura! Comprar! E depois vai emprestando atletas, dando oportunidade para jogarem, fazendo parceiros com clubes e empresários. Deixo uma reflexão sobre este assunto:

«Mais de dez jogadores da I e da II Liga portuguesa têm sido apontados ao Benfica nas últimas semanas. Alguns nomes causaram alguma surpresa aos adeptos, até porque, caso se confirmem as contra- tações, a grande maioria acabará por rodar noutros clubes. Qual, então, a razão para esta estratégia de mercado? O DN procurou respostas e encontrou algumas: antecipar-se a investidas de adversários diretos e também realizar consideráveis encaixes financeiros.

"A grande maioria desses jogadores não farão parte do plantel do Benfica, talvez um ou outro possa fazer a pré-temporada. No entanto, esta é uma boa estratégia do Benfica. Ao contrário do que as pessoas pensam, um departamento de scouting não é só para descobrir jogadores no estrangeiro, há muitos a trabalhar no nosso país. Esta aposta do Benfica visa o futuro do clube e antecipar-se aos rivais, que também têm esses jogadores debaixo de olho. Considero que é uma excelente aposta do Benfica, olham o mercado de forma desportiva e financeira", considerou Gaspar Ramos, falando depois da vertente financeira.

"Hoje, o futebol também é um negócio, bastante diferente dos meus tempos. Antes tínhamos jogadores para emprestar, mas os outros clubes não tinham verbas para pagar as cedências e por isso pagavam apenas os salários. O Benfica ganha muito dinheiro com esta estratégia. Por isso é também uma visão financeira do clube. Contratam jovens com futuro, emprestam-nos, observam se têm valor para jogar na Luz, caso não tenham, o investimento que fizeram inicial fica mais do que pago com o valor que recebem dos empréstimos e depois ainda lucram com as vendas", referiu o antigo dirigente.

Também António Simões, figura do clube e ex-internacional português, sublinha a vertente financeira para os cofres da Luz. "O Benfica está no mercado pela oferta que tem e depois tira partido de rentabilizar com pouco investimento. É quase uma coleção de cromos, tem muitos e para troca. Há aqui uma estratégia, uma desportiva e outra económica", disse o magriço, considerando que no futuro as águias também poderão usufruir das qualidades destes jogadores que agora dificilmente ficarão no plantel.

"O Benfica antecipa-se, tem visão daquilo que é hoje o jogo desportivo e o jogo que é o negócio. O Benfica olha para a frente, há muito tempo que faz isto. Isto resulta de o Benfica estar atento e os outros não", considerou o ex-jogador. Dos vários nomes que têm sido apontados ao Benfica, apenas o médio croata Filip Krovinovic, do Rio Ave, deverá fazer parte do plantel da próxima temporada. E fará sentido os outros terem uma ligação ao clube da Luz sem sequer terem a oportunidade de se mostrar?

"Claro que faz. Com a ligação também se sentem motivados para provar o seu valor noutro clube para depois regressarem. É bom para os dois lados, não tenho dúvidas. No meu tempo também emprestávamos muitos jogadores para provarem que tinham valor para representar depois a equipa principal. E posso dar dois exemplos de muito sucesso, que se não tivessem tido tempo de jogo se calhar nunca tinham vingado, concretamente o Rui Costa, que cedemos ao Fafe por dois anos, e o Vítor Paneira, que contratámos ao Famalicão e depois emprestámos ao Vizela por um ano", salientou Gaspar Ramos.

Onze jogadores para colocar?
Carlinhos e Ailton (Estoril), Salvador Agra, Wyllian e Vítor Gonçalves (Nacional da Madeira), João Amaral (V. Setúbal), Philipe Sampaio, Lucas e Samu (Boavista) e Alan Junior (Fafe) são os nomes apontados. O croata Krovinovic, do Rio Ave, já tem um entendimento com as águias, tal como Patrick (Marítimo), que confirmou a assinatura de contrato com uma fotografia colocada nas redes sociais. Só o médio croata do emblema vilacondense, no entanto, deverá ter lugar garantido no plantel na próxima época.»



Read More

O melhor do mundo

Partilho um bom trabalho do DN sobre Zidane e como ele conseguiu um feito nunca antes alcançado por ninguém. Foi por demais notória a diferença de capacidade física entre o Real Madrid e a Juventus naquela 2ª parte da Final da Champions e isso deve-se apenas e só à gestão que Zizou fez no final da temporada das suas estrelas. A grande questão aqui é que mesmo poupando as estrelas para a Champions conseguiu, com a 2ª linha do seu plantel, levar também a Liga Espanhola. 




Em 519 dias, o técnico francês ganhou quase tudo e repetiu o título europeu: mérito da forma como geriu o esforço das estrelas (CR7 à cabeça) e envolveu todo o plantel.


A lembrança tornou-se distante e desfocada: o clube que há um ano e meio parecia um gigante à deriva voltou a ser um colosso continental, a brilhar como não luzia desde a década de 50 do século passado. Um herói inesperado, Zinedine Zidane, resgatou o Real Madrid dos escombros de Rafa Benítez para o devolver à glória europeia, uma e outra vez. Em 519 dias, o treinador francês ganhou quase tudo e conquistou a capital espanhola, com uma lição de gestão e psicologia.

Há muito de Zidane na Liga dos Campeões revalidada no sábado pelo Real Madrid (com uma estrondosa goleada sobre a Juventus, 4-1). Pelo jeito como na estreia entre a elite, resgatou o projeto madrileno do presidente Florentino Pérez (caído numa encruzilhada, a meio de 2015/16, após o fracasso de Rafa Benítez). E pela forma como levou o emblema blanco à conquista simultânea dos títulos espanhol e europeu - como os merengues não conseguiam desde 1957/58.

Os méritos do técnico gaulês, de 44 anos, estão na gestão do esforço das estrelas (com Cristiano Ronaldo à cabeça) e no envolvimento de todo o plantel na caminhada triunfal do Real Madrid esta temporada - onde só falhou na Taça do Rei, afastado pelo Celta, nos quartos-de-final. "A boa gestão do plantel a nível físico, tático, técnico e psicológico foi fundamental", descreve, ao DN, Miguel Ángel Portugal, espanhol que treinou as equipas B e C do Real Madrid entre 1997 e 1999 e de 2004 a 2006 e tem larga experiência nas ligas profissionais do país vizinho.

"Zidane soube dosear os esforços de todos os jogadores, para que os mais importantes do plantel chegassem bem ao final da Champions e da liga. Tanto Cristiano Ronaldo como Benzema, Modric,Toni Kroos ou Casemiro chegaram em muito boa forma a esta fase", nota o ex-técnico do Valladolid. No caso do português, uma máquina competitiva habituada a perseguir marcas históricas a cada jogo da liga espanhola, isso obrigou-o a ficar mais vezes na bancada. Mas, em compensação, rendeu-lhe 16 golos nas últimas dez partidas da temporada (10 em cinco jogos da Champions).

"Cristiano percebeu perfeitamente que não pode jogar 60 jogos por ano. Não há jogador que o consiga com alto rendimento. As estrelas não chegam para tudo: é para isso que lá estão os outros. E todos o compreenderam", aponta Miguel Ángel Portugal. Na verdade, essa é a outra face do mérito de Zinédine Zidane: "Numa equipa que luta por vários títulos, conseguiu gerir egos para que todos se sentissem identificados com o projeto e implicados nele", acrescenta o técnico.

Cinco títulos em 519 dias
Mesmo atletas afastados das opções primordiais do treinador francês e em vias de deixar o clube, como Pepe (18 jogos, 1460 minutos) e James Rodríguez (33 jogos, 1824 minutos) deram o seu contributo. "Não sendo primeiras escolhas, Pepe, Nacho, James, Lucas Vázquez, Morata ou Asensio também foram determinantes. Não foi uma equipa de 11 jogadores que ganhou, foi o plantel, como Zidane sempre disse", explica Miguel Ángel Portugal.

E se, 15 anos depois do clímax da era galática (a conquista da Liga dos Campeões de 2002), este não é um Real Madrid "de Zidanes e Pavones" (estrelas mescladas como produtos da formação), a verdade é que o técnico não enjeita sementes da cantera como Carvajal, Lucas Vázquez ou Morata - a que podem juntar vedetas como Mbappé, num eventual negócio-recorde (a Radio Monte Carlo fala de 135 milhões de euros). "Ele construiu uma equipa muito equilibrada, com jovens e menos jovens", conclui Ángel Portugal.

Por tudo isso, Florentino Pérez já diz que "Zidane pode ficar no Real Madrid o resto da vida". O treinador não vai em juras de amor eterno: "Não posso dizer se ficarei para sempre, mas estou muito agradecido ao clube por tudo o que me tem dado", responde. Mas tem um lugar perene na história blanca: com duas Ligas dos Campeões, um Mundial de Clubes, uma Supertaça Europeia e uma liga espanhola conquistadas desde que, a 4 de janeiro de 2016, trocou a equipa B pela equipa A do Real, já é o quinto treinador mais bem-sucedido de sempre no clube.»
Read More

Temas

2011 2011/12 2012 2012/13 2013 2013/14 2014/15 2015/16 2016/17 2ª Divisão A Bola A Magia do Futebol AC Milan Academia Seixal Académica Adeptos Agenda Aguero Aimar Ajax Alemanha Alex Ferguson Alex Sandro Amigável análise tática Andebol Anderson Talisca André Gomes André Silva Andrea Pirlo Angola Aniversário Antevisão António Salvador Anzhi Apagão Apito Dourado arbitragem árbitro Argentina Arouca Arsenal Artur Artur Soares Dias AS Roma Atlético Madrid Atletismo auto-golo Balotelli Barcelona Basquetebol Bayer Leverkusen Bayern Munique Beckenbauer Beira-Mar Belenenses Benfica Benfica B Benfica Campeão Benfica TV Bernardo Sassetti bilhetes Blatter Blogs Blogs Benfica Blogs Futebol Boavista Boca Juniores Bola de Ouro Bolt Borussia Dortmund Bota de Ouro Boxing Day Braga Brasil Brasileirão Bruno Alves Bruno César Bruno de Carvalho Bruno Paixão Buffon Bundesliga C. Ronaldo Calendário Campeão Campeonato Alemão Campeonato Argentino Campeonato Brasileiro Campeonato da Europa Campeonato da Europa 2016 Campeonato do Mundo Campeonato do Mundo de Clubes Campeonato Escocês Campeonato Espanhol Campeonato Holandês Campeonato Italiano Campeonato Maicon Campeonato Nacional campeonatos europeus CAN Canoagem Capdevilla Cardinal Cardozo Carlo Ancelotti Carlos Martins Casagrande Casillas Caso vouchers Cavani Cech Celtic Glasgow Chalana Champions Chelsea Chicotada Ciclismo clássico Coluna Conselho de Arbitragem Conselho de Disciplina contas título contrato Copa do Mundo 2014 Copa dos Libertadores Corinthians corrupção Cosme Damião CR7 Cristiano Ronaldo crónica futebol D. Kiev David Beckham David Luiz Defeso Del Piero derby Derby della Madonnina Desportivo de Chaves Desporto Di Maria Di Matteo Diego Costa Direitos TV Djuricic Domingos Doping Doyen Sports Drogba Éder Ederson El Pibe Eleições Emerson Enke Enzo Pérez Equipa Equipas B Eredivisie escândalo Escutas Espanha Estádio da Luz Estádio de Alvalade Estádio do Jamor Estádio Dragão Estatísticas Estoril Estrelas do Futebol Euro 2004 Euro 2012 Euro 2016 Eusébio Eusébio Cup Everton FA Cup Fábio Coentrão Fair Play Fair Play financeiro Falcao FC Porto FCP Federação Portuguesa Futebol Fédération Internationale de Football Association Fehér Fernando Gomes Fernando Pimenta e Emanuel Silva Fernando Santos Fernando Torres FIFA Final Final Euro 2016 Final Liga dos Campeões Final Liga Europa 2012/13 Final Liga Europa 2013/14 finanças Fintas Flamengo Fluminense Football Leaks FPF França França 2016 Funny Football Fura-Redes Futebol Internacional Futebol Mundial Futebol Nacional Gaitán Galatasaray Garay Gareth Bale Gianni Infantino Giggs Gil Vicente Glorioso SLB Golden Boy Golo de Bicicleta Golo de Calcanhar Golo de Livre golo do ano Golo do Dia Golo Fantasma Gonçalo Guedes Grimaldo Guarda-Redes Guardiola Gyan Hat-Trick História Holanda Hóquei em Patins Hulk Ibrahimovic IFFHS Inferno da Luz Inglaterra Iniesta Inter International Board Itália Jackson Martínez James Rodríguez Jardel Jardel (33) Javi Garcia Jimmy Hagan JJ JO Joaquim Oliveira jogadores Benfica Jogos Olímpicos Johan Cruyff John Terry Jonas Jorge Jesus Jorge Mendes Jorge Sousa Jornal Jornal Record José Gomes José Mourinho José Pratas jovem promessa Júlio César juniores Jupp Heynckes Juventus Kaká Kardec Kelvin Klose Kompany La Liga Lampard Lazio Lázio Lebron James Leicester Leis do Futebol Léo Leonardo Jardim lesões Lewandowski LFV liga Liga BBVA Liga da Verdade Liga dos Campeões Liga Europa Liga Inglesa Liga Nos 2014/15 Liga Nos 2015/16 Liga Nos 2016/17 Liga Orangina Liga Portuguesa Liga Portuguesa Futebol Profissional Liga Zon Sagres Liga Zon Sagres 2012/13 Liga Zon Sagres 2013/14 Ligue 1 Lima Lindelof Lionel Messi Lisandro López Liverpool Ljubomir Fejsa Londres 2012 Lopetegui LPFP Luís Figo Luís Filipe Vieira Luisão Maicon Man. City Man. United Manchester City Manchester United Mantorras Manuel Fernandes Maracanã Maradona Mário Wilson Marítimo Markovic Matic Maxi Maxi Pereira Medalheiro Melgarejo melhor marcador melhores golos 2013 melhores golos 2014 melhores golos 2015 melhores golos 2016 Mercado Mesquita Alves Messi Mexes México Miccoli Michael Jordan Mitroglou Modalidades Moreirense Mourinho Moutinho Mundial 2014 Mundial 2018 Mundial Clubes Museu Cosme Damião Nacional Nani Nápoles NBA Nélson Oliveira Newcastle Neymar Nike nº 10 No Name Boys Nolito novo contrato Nuno Espírito Santo Nuno Gomes O. Lyon Oblak Ola John Olegário Benquerença Olhanense Olheiro Olivedesportos Os três grandes Ozil Paços de Ferreira Pantera Negra Paolo Maldini Parceiros Paulo Bento Paulo Fonseca Pedro Proença Penafiel penalty Pepe Petardos Petit Phelps Ping Pong Pinto da Costa Pizzi PJ Platini Polvo Portugal Portugal Campeão 2016 Postiga pré-época Premier League Prémio Puskas PSG PSV Ramires Raúl González Raúl Meireles Real Madrid Recordes Red Pass Reforços Regulamentos 72 horas Rei Eusébio relatório contas Renato Sanches Ribery Rio Ave Riquelme River Plate Robben Roberto Carlos Rodrigo Rodrigo Mora Rojo Ronaldinho Ronaldinho Gaúcho Ronaldo Ronaldo vs Messi Rooney Rúben Amorim Rui Costa Rui Vitória Rússia SAD Salvio Samaris Saviola SCB Scholes Scolari SCP Selecção Sérgio Conceição Sergio Ramos Serie A Sevilha Shevchenko Simão Sabrosa Sistema SL Benfica SLB Slimani sorteio Sport Lisboa e Benfica Sport tv Sporting Steven Gerrard Suárez sub-20 Suécia Suiça Sulejmani Super Maxi Supertaça Taça da Liga Taça da Liga Inglesa Taça das Confederações Taça das Nações Africanas Taça de Portugal Taça do Rei Tecnologia Golo Ténis Tévez Tondela Toni Top 10 Torneio Toulon Tottenham Totti tragédia futebol Transferências Treino Triplete Twitter U. Leiria UEFA UEFA Champions League União da Madeira Urreta V. Guimarães V. Setúbal Valdés Valência Valentim Loureiro Van Persie vídeo-árbitro Vídeos/Golos Villas-Boas Vitor Baia Vítor Pereira Walcott Wesley Sneijder Witsel Xavi Xistra Zenit S. Petersburgo Zidane